Mecanismos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1208 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade estadual paulista
Julio de mesquita filho
Faculdade de engenharia – campus de ilha solteira
Unesp








MECANISMOS E DINÂMICA DAS MÁQUINAS

Roda de Genebra – Geneva Wheel


Nome R.A.
BRUNO FELIPE R. DA SILVA RA: 200722211
JEANE B. DE CARVALHO RA: 200811791
JOÃO PEDRO S. DUTRA RA: 200821621


Prof. Dr. Márcio AntonioBazani


Ilha Solteira, 14/11/2012



SUMÁRIO


1. Objetivo...................................................................................................03


2. Introdução...............................................................................................03


3. Desenho da Roda de Genebra...............................................................034. Análise Cinemática..................................................................................04


5. Resultados Gráficos...............................................................................05


6. Conclusão...............................................................................................06


7. ReferênciasBibliográficas....................................................................07


Apêndice A............................................................................................08
































1. Objetivo
O objetivo deste trabalho é demonstrar como funciona o mecanismo designado Roda de Genebra, mostrando suas aplicações.

2. Introdução
A roda deGenebra (Geneva Wheel, em inglês), também conhecida como Cruz de Malta, é um mecanismo que produz rotação intermitente e é usada em larga escala em maquinários que usam baixas e altas velocidades. Embora originalmente desenvolvido para a aplicação em relógios, hoje é utilizada amplamente em maquinas automáticas, principalmente nas que possuem eixos.
É também usado em projetores de imagens emmovimento para impor um avanço intermitente no filme; A primeira vez que a roda de Genebra foi usada em projetores de filmes foi em 1896 nos projetores de Oskar Messter e Max Gliewe e no teatrógrafo de Robert William Paul.
.










Figura 1 – Vista superior da roda de Genebra




3.Desenho da Roda de Genebra

O critério básico do desenho da roda de Genebra é que aslinhas de centro da fenda e da manivela são mutuamente perpendiculares no ato de engrenar e de desengrenar. A manivela, que geralmente roda com uma velocidade angular uniforme, leva junto um pino para engrenar com as fendas. Durante uma revolução da manivela a roda de Genebra rotaciona de um ângulo; este ângulo depende do número de fendas. A peça circular que fica junta à manivela mantém o pinoem sua trajetória enquanto este não está engrenado e também posiciona a roda para uma engrenagem correta do pino com a próxima fenda.
O desenho do mecanismo de Genebra é iniciado especificando o raio da manivela, o diâmetro do pino e o numero de fendas. São necessárias pelo menos 3 fendas mas a maioria dos problemas pode ser resolvidos com rodas possuindo de 4 a 12 fendas.




4.Análise cinemática


Nesta seção analisaremos o Exercício 5/194 [Meriam,1999], que esta exposto abaixo.

Problema 5/194 Meriam 4ª edição(modificado):
Para a roda de Genebra, escreva a expressão da velocidade angular ω2 e da aceleração angular α2 da roda ranhurada C durante o engrenamento do pino P e plote ω2 e α2 para o intervalo -45°≤θ ≤45°. A roda motriz A possui umavelocidade angular constante ω1 = 2 rad/s. A roda de Genebra está demonstrada na figura 2.

[pic]
Figura 2 - Diagrama da Roda de Genebra

O triângulo abaixo coordena o movimento da Roda de Genebra, ajudando-nos na resolução do exercício.


r x [pic] [pic] = [pic]
[pic] (1)
[pic] (2)...
tracking img