Max weber

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5145 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Política como Vocação
Max Weber

Ceres-Go
2012
A Política como Vocação
Max Weber

Ceres-Go
2012


A Política como VocaçãoMax Weber |
|
|
Trabalho elaborado para a apresentação do seminário, visando à obtenção parcial da nota da 3° VA de Ciência Política, do curso de Direito no Centro Universitário de Educação- UniEvangélica campos Ceres.

Orientador: Prof. ValdivinoCeres-Go
2012
Sumário


Pág.
Introdução__________________________________________________________3
Biografia ___________________________________________________________4
A política como vocação_______________________________________________5
1. Monopólio da violência _________________________________________6
2. A Democraciaplebiscitária_______________________________________7
3. Distinção entre viver “para” a política e viver “da” política _______________8
4. Fundamentos da legitimidade_____________________________________9
5. Diferentes tipos de funcionários públicos __________________________10
6. Distinção entre ética da convicção e ética da responsabilidade _________12

Considerações Finais________________________________________________17

Referências________________________________________________________18

Introdução

A política como vocação foi uma conferência feita por Max Weber, um economista e sociólogo alemão, a estudantes da Universidade de Munique em janeiro de 1919 e publicada como livro em outubro do mesmo ano.
Neste trabalho, retrataremos que o sociólogo visa fornecer informações sobre a realidadepolítica e ensina a distinguir seus diferentes tipos. Ensina a compreender o processo de distinção antes e depois da democratização do sufrágio. Referente ao assunto, entre outros pontos importantes em seu conteúdo, falaremos um pouco sobre os principais temas de real importância ao cotidiano da época (em que se passava a Primeira Guerra Mundial), porém que se fortalecem a cada minuto e envolve cadadia mais a nossa realidade.
Discorreremos também sobre seus pontos fortes e marcantes, como o significado de democracia plebiscitária e do monopólio da violência. Falaremos sobre a distinção entre viver “da” política e viver “para” a política, sobre os fundamentos da legitimidade, os diferentes tipos de funcionários públicos, e por fim, porém não menos importante, sobre a distinção entre ética daconvicção e ética da responsabilidade.
Importante ressaltar também que Weber vai fundamentar a importância dos partidos, porém não deixando de citar que o partido que está no poder, tem que, por obrigação, obedecer ao dito de nossa sociedade, e ao mesmo tempo agradá-la.

Biografia

Max Weber nasceu em 1864 e teve sua formação intelectual no período em que as primeiras disputas sobre ametodologia das ciências sociais começavam a surgir na Europa, sobretudo em seu país, a Alemanha. Filho de uma família da alta classe média, Weber encontrou em sua casa uma atmosfera intelectualmente estimulante. Seu pai era um conhecido advogado e desde cedo o orientou no sentido das humanidades. Weber recebeu excelente educação secundária em línguas, história e literatura clássica. Em 1882, começou osestudos superiores em Heidelberg; continuando-os em Göttingen e Berlim, em cujas universidades dedicou-se simultaneamente à economia, à história, à filosofia e ao direito. Concluído o curso, trabalhou na Universidade de Berlim, na qual idade de livre-docente, ao mesmo tempo em que servia como assessor do governo. Em 1893, casou-se e; no ano seguinte, tornou-se professor de economia naUniversidade de Freiburg, da qual se transferiu para a de Heidelberg, em 1896. Dois anos depois, sofreu sérias perturbações nervosas que o levaram a deixar os trabalhos docentes, só voltando à atividade em 1903, na qualidade de coeditor do Arquivo de Ciências Sociais (Archiv tür Sozialwissenschatt), publicação extremamente importante no desenvolvimento dos estudos sociológicos na Alemanha. A partir dessa...
tracking img