Maurice hauriou

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1288 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
BIOGRAFIA DE MAURICE HAURIOU

Maurice Hauriou, advogado e sociólogo francês , nasceu em 17 agosto de 1856 em Ladiville e morreu de congestão pulmonar 12 março de 1929 em Toulouse.
Estudou Direito em Bordeaux, onde ele defendeu sua tese de termo de licença no direito romano e direito francês em 1876. Três anos depois, ele fez o mesmo com sua tese doutorado em direito intitulado e assim entrouna área, como professor de Direito em Toulouse.
Ele encontra suas idéias no antigo regime, um sistema que era ideal para ele, enquanto a remodelação, de conciliar com o estado industrial do início do século XX. Como muitos em sua época, foi Hauriou sensíveis a perturbações causadas pela queda do Segundo Império (na verdade, ele será marcado pela derrota de 1870), a Comuna, os atentadosanarquistas, a ascensão do comunismo, a instabilidade ministerial, as tensões internacional e da Grande Guerra etc, todos os eventos capazes de subverter a ordem estabelecida.

A Primeira Guerra Mundial foi uma oportunidade para que ele multiplique os artigos e intervenções no sentido da mobilização patriótica. Assim, esta guerra não é apenas física, mas também representa um choque entre sua ideologiajurídica é um lado humanista e aberto, o da França, e outro totalitário e cruel, o da Alemanha. O contexto histórico e político em França e no mundo, não é muito claro e este período é marcado por muitas instabilidades. Isso vai influenciar fortemente o trabalho de Maurice Hauriou advogado que, ao longo de sua carreira, procurava paz, ordem estável e social.

Mais conhecido como caput scholae doinstitucionalismo, justamente chamado o Montesquieu do século XX, parte, aliás, de uma matriz positivista e sociologista, evoluindo para uma perspectiva mais orgânica, muito próxima do neotomismo e do movimento de restauração do direito natural.
Criou o institucionalismo, considerando que são as instituições que criam as regras do direito e não ao contrário, dado serem marcadas por três elementos(uma ideia de empresa; a organização de um poder que realizaria e concretizaria a ideia de empreendimento; e a produção de manifestações de comunhão entre os membros do grupo) e serem o resultado de três forças: a liberdade, o poder e a ideia. A teoria institucionalista vai assim procurar uma terceira via, para além da perspectiva do individualismo, iluminista ou liberalista, e do objectivismoestatista.

SUAS IDEIAS E TEORIA
A teoria institucionalista
Como citado anteriormente, a teoria institucionalista vai assim procurar uma terceira via, para além da perspectiva do individualismo, iluminista ou liberalista, e do objetivismo estatista. Mais: tenta encontrar para esse tertium genus um nomen que, então, no final dos anos vinte, ainda não estava politicamente queimado: o decorporativismo. Acredita também superar a dialética materialismo/idealismo, assumindo aquilo que Gurvitch designa por ideal-realismo.
A instituição é, portanto, implementar uma idéia ou empresa que realiza e dura juridicamente em um ambiente social. Em primeiro lugar, para a organização desta ideia organiza-se um poder que lhe procura órgãos próprios. Em segundo lugar, entre os membros do grupo socialinteressados na realização da ideia, produzem-se manifestações de comunhão dirigidas pelos órgãos do poder e reguladas por regras de processo.
Como o próprio Hauriou sintetiza, a instituição é uma organização social criada por um poder que dura porque contem uma ideia fundamental aceita pela maioria dos membros do grupo.
Existe, portanto, uma ideia diretriz, uma ideia força, que produz um fenómenode interpenetração das consciências individuais, até porque são as consciências individuais que se pensam umas às outras e que, assim, se possuem umas às outras.
É que para o referido autor as ideias conduzem o mundo, sustentam-no e fazem-no durar. Ideias que não são criadas, mas apenas descobertas pelo homem, tal como este encontra o cristal na montanha. Porque elas derivam de um além-mundo e...
tracking img