Matriz crud

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1496 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE TECNOLOGIA IBTA

Fabio GUARIGLIA
Felipe Carvalho de OLIVEIRA
José VICENTE
Leandro Fernandes de SOUZA
Pedro de Jesus BARRUZI

DOCUMENTO DE VISÃO –
SISTEMA DE AÇÕES PARA DISTRIBUIDORAS DE VALORES MOBILIÁRIOS

São Paulo
2012
1. OBJETIVO DO PROJETO

Desenvolver um sistema que atenda o propósito de negociação de ativos na bolsa de valores de São Paulo (BOVESPA) pelasDTVM (Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários), reduzindo custos de aquisição e manutenção, visto que atualmente existe um único sistema disponível no mercado, sistema que é caro e contém muitas funcionalidades não utilizadas pelas DTVM.

2. VISÃO GERAL DO PROBLEMA

Hoje, no mercado financeiro, temos basicamente 3 tipos de empresas que podem auxiliar o cliente nas negociações de ativosna Bolsa de Valores que são as Corretoras (CCVM), as Distribuidoras (DTVM) e as Assets.

As Corretoras são as instituições auxiliares do sistema financeiro que estão autorizadas a negociar valores mobiliários com exclusividade no pregão das bolsas. Elas possuem uma infraestrutura planejada e muito bem montada para hospedar todos os recursos necessários para gerenciar suas operações. Entreesses recursos está um sistema com todas as funcionalidades para controlar as negociações, o fluxo financeiro, os estoques dos clientes e empréstimos de ações, entre outras coisas. Esse sistema tem duas características: é completo, e é caro.

As DTVM e as Assets são empresas que não estão autorizadas a realizar emissão de ordens de compra e venda diretamente nas sessões do pregão da BOVESPA,porém estão autorizadas a intermediar negociações em bolsa, através de uma CCVM - desde que satisfaçam as condições exigidas pelo Banco Central (BACEN). Por operar em uma faixa mais restrita - quando comparado com as corretoras - essas empresas não precisam de um sistema como o que atende as CCVMs. Elas precisam de uma solução mais específica, que responda ao seu universo de atuação. O problema éque tal solução não existe, fato que obriga essas empresas a investirem pesadamente na aquisição do mesmo produto utilizado pelas corretoras, tendo como consequência a subutilização do programa e encarecimento dos controles.
*

3. VISÃO GERAL DA SOLUÇÃO PROPOSTA
Diante desse cenário monopolizado por um produto caro e complexo, onde as DTVM não têm qualquer opção de solução maisadequada às suas necessidades, enxergamos a oportunidade para um sistema que viabilize – operacional e financeiramente – o controle eletrônico das operações em ações, dentro de uma distribuidora, de forma simples e enxuta, contendo apenas os recursos necessários à solução do problema, diminuindo seu custo de aquisição, de implantação e de manutenção.

O sistema gerenciará toda a movimentação denegociação vinda da CCVM, o financeiro do cliente e da DTVM, fará o gerenciamento dos ativos cuidando para que o papel que está sendo negociado esteja ativo, gerenciará todas as informações do cliente podendo bloquear caso o cliente esteja com a sua conta corrente fora do limite operacional, fará o controle das ordens que foram executadas, canceladas ou que ainda não tiveram o retorno da CCVM e faráo controle da posição de custódia dos clientes.

4. DESCRIÇÃO DOS ENVOLVIDOS E DOS USUÁRIOS

Os envolvidos na solução proposta é o cliente, a parte que investe valores às distribuidoras, a DTMV que é o representante do cliente e a CCVM, responsável da DTVM na bolsa de valores.

No quadro 1 são apresentados os envolvidos e suas responsabilidades.

Quadro – Descrição dos EnvolvidosNome | Descrição | Responsabilidades |
Cliente | Investidores na Bolsa de Valores através das DTVM. | * Solicitar à DTVM a realização de um determinado investimento e/ou desinvestimento. |
DTVM | Instituição financeira sem acesso direto à bolsa de valores, mas que pode representar investidoresRepresentante do(s)...
tracking img