Maquiavel, jean bodin, descartes e kant

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3664 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Maquiavel
Nicolau Maquiavel (em italiano Niccolò Machiavelli; Florença, 3 de maio de 1469 – Florença, 21 de junho de 1527) foi um historiador, poeta, diplomata e músico italiano do Renascimento.  É reconhecido como fundador do pensamento e da ciência política moderna, pelo fato de haver escrito sobre o Estado e o governo como realmente são e não como deveriam ser. Os recentes estudos do autor eda sua obra admitem que seu pensamento foi mal interpretado historicamente. Desde as primeiras críticas, feitas postumamente por um cardeal inglês, as opiniões, muitas vezes contraditórias, acumularam-se, de forma que o adjetivo maquiavélico, criado a partir do seu nome, significa esperteza, astúcia.

Maquiavel viveu a juventude sob o esplendor político da República Florentina durante o governode Lourenço de Médici e entrou para a política aos 29 anos de idade no cargo de Secretário da Segunda Chancelaria. Nesse cargo, Maquiavel observou o comportamento de grandes nomes da época e a partir dessa experiência retirou alguns postulados para sua obra. Depois de servir em Florença durante catorze anos foi afastado e escreveu suas principais obras. Conseguiu também algumas missões de pequenaimportância, mas jamais voltou ao seu antigo posto como desejava.

Como renascentista Maquiavel se utilizou de autores e conceitos da Antiguidade clássica de maneira nova. Um dos principais autores foi Tito Lívio, além de outros lidos através de traduções latinas, e entre os conceitos apropriados por ele, encontram-se o de virtù e o de fortuna.

Os conceitos de virtù e fortuna sãoempregados várias vezes por Maquiavel em suas obras. Para ele a virtù seria a capacidade de adaptação aos acontecimentos políticos que levaria à permanência no poder. A virtù seria como uma barragem que deteria os desígnios do destino. Mas segundo o autor, em geral, os seres humanos tendem a manter a mesma conduta quando esta frutifica e assim acabam perdendo o poder quando a situação muda.
A idéia defortuna em Maquiavel vem da deusa romana da sorte e representa as coisas inevitáveis que acontecem aos seres humanos. Não se pode saber a quem ela vai fazer bens ou males e ela pode tanto levar alguém ao poder como tirá-lo de lá, embora não se manifeste apenas na política. Como sua vontade é desconhecida, não se pode afirmar que ela nunca lhe favorecerá.

Durante o Renascimento o sistema feudalera substituído pela produção capitalista, as soberanias eram absorvidas pelas monarquias, e existia uma centralização do poder na Europa, exceto na Itália, em que a falta de poder central, junto ao anacronismo das cidades-estado, gerou um cenário de total desorganização política, militar e institucional. Maquiavel, portanto, viveu em uma época de profundas mudanças e, a isso, acrescenta-se, naesfera política, a própria questão italiana, com o declínio de cidades-estado e a invasão do país por forças da França e da Espanha.

Já ao início do século XVI, durante o Renascimento, a Itália se apresenta dividida em pequenos principados, que funcionavam como cidades-estado autônomas e eram governados despoticamente por governadores sem tradição dinástica ou de direitos contestáveis. Osprincipados necessitavam de um governo forte que pudesse inibir forças centrífugas.

Em “O Príncipe” Maquiavel manifesta sua vontade de ver uma Itália unificada, com a junção dos principados, repúblicas e ducados. Pois, a igreja, ainda que influente, não conseguia dominar os Estados e também não encorajava a unificação dos principados, ducados, reinos e repúblicas, sob o poder de um príncipe secular.A obra de Maquiavel relaciona-se diretamente com o tempo no qual foi produzida. O método utilizado por ele rompe com a tradição medieval ao fundamentar-se no empirismo e na análise dos fatos recorrendo à experiência histórica da Roma Antiga ganha por ele em seus estudos. Além disso, ele foi o primeiro a propor uma ética para a política diferente da ética religiosa, ou seja, a finalidade da...
tracking img