Machos e cossinetes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2331 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola SENAI
Mecânica de Usinagem

Machos e Cossinetes

Guarulhos
Fevereiro de 2013


Machos e Cossinetes
Ferramentas de roscar
Professor orientador:


Fevereiro de 2013
SUMÁRIO

Introdução 1
1 Machos 2
1.1 Machos manuais 3
1.2 Roscamento manual com macho 4
1.2.1 Etapas de operação 6
1.3 Machos de máquina 7
1.3.1 Rosqueamento em maquinascom macho 8
2 Cossinetes 9
2.1 Tipos de cossinetes 10
2.2 Roscamento manual com cossinetes 12
2.3 Roscamento com cossinete em máquina 13
Conclusão 15
Referências 16

Introdução

Para montar conjuntos mecânicos, usam-se os mais diversos tipos de processos de união das diversas partes que os compõem, um destes métodos é por união de roscas, porem para fabricá-lasé necessário executar operações e ferramentas que abordaremos nesse trabalho sobre ferramentas de roscar.

1. MACHOS

Machos são ferramentas que têm a função de gerar roscas internas em furos para o roscamento de parafusos, fusos ou prisioneiros.
Essas ferramentas são fabricadas de aço-rápido temperado e retificado que apresenta em seu corpo filetes de rosca padronizados comcanais longitudinais ou helicoidais, cuja função é alojar os cavacos originados pelo processo.
A norma NBR7260 define a terminologia empregada nos machos para roscar.

1.1 Machos Manuais

Machos de roscamento manual são geralmente mais curtos e apresentados em jogos de duas peças (para roscas finas) e três peças (para roscas normais) com variações na entrada da rosca e no diâmetro efetivo esão utilizados com o auxilio de um desandador, existem também machos únicos com formato cônico no inicio e cilíndrico no final.
O primeiro macho do jogo tem a parte filetada em forma de cone. O segundo tem o inicio de seu corpo em formato cônico e o restante em formato cilíndrico. O terceiro é de corpo perfeitamente cilíndrico, os dois primeiros são para desbaste e o ultimo para acabamento, aordem dos machos é indicada com uma marca em anel na extremidade antes do encaixe para o desandador, o primeiro com uma marca, o segundo com duas e o terceiro não é marcado. O macho de pré-corte de perfil seriado retira aproximadamente 55% do material da rosca. O macho de semiacabamento retira 30% e o macho de acabamento retira os 15% restantes para a confecção da rosca.1.2 Roscamento Manual com macho

Roscar manualmente com machos consiste em abrir roscas internas para a introdução de parafusos ou fusos roscados de diâmetro determinado, e na fabricação de flanges, porcas e peças de maquina em geral, esse processo manual é feito com o auxilio de um desandador.
Antes de se iniciar o trabalho com o macho, deve-severificar cuidadosamente o diâmetro do furo. O furo deve ter o diâmetro correte relativo á rosca, esta relação já foi previamente tabelada, esta tabela relaciona o diâmetro do furo e a rosca que se quer obter.
A relação nos três sistemas de roscas padronizados:
d= diâmetro menor D= diâmetro maior
Whitworth: d = D - 1,2806 . passo
Sistema Americano: d = D -1,299 . passo
Sistema Internacional: d = D - 1,299 . passo

Além de se verificar o diâmetro do furo e a rosca que se quer fazer, deve-se selecionar o macho conforme a rosca desejada que também pode ter variações de rosca fina, grossa etc.
Na haste cilíndrica dos machos estão marcadas as indicações do diâmetro da rosca, o numero de filetes por polegada ou passo da rosca.

Todos osfuros para rosca devem ser escareados com 90° para evitar que a entrada da rosca não forme rebarbas no inicio da rosca.
Para roscar com furos cegos, ou seja, não vazados, a extremidade do macho jamais deve bater contra o fundo do furo, portanto sempre que possível o furo deve ser maior que a parte roscada para que se obtenha mais espaço para reter cavacos. Quando não for possível fazer um furo...
tracking img