Lupus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3552 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O QUE É LÚPUS?
O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença crônica e auto-imune que pode atingir vários órgãos e sistemas do corpo, gerando diversos quadros clínicos que podem ser fonte de incapacidade física e profundo sofrimento psicológico, bem como uma ameaça à vida da pessoa
(Dobkinet al, 2001; Moreira & Mello Filho, 1992).
Reconhece-se que esse tipo de doença crônica tem umadimensão psicossomática prevalente, sendo importante considerar o estresse e o sofrimento psicossocial no seu desencadeamento, evolução, agravamento e possível controle.
(Moreira & Mello Filho, 1992).
É mais frequente em mulheres na época do período fértil que compreende teoricamente da primeira até a última menstruação e, portanto a ação do hormônio sexual feminino chamado estrogênio desempenha umpapel no desenvolvimento e recaídas da doença. Estima-se que nesta faixa etária 90% dos casos ocorram em mulheres. Nos períodos da pré e pós menopausa as incidências entre homens e mulheres tendem a se aproximar. Até o momento não há evidência de que a causa seja psicossomática, a causa édesconhecida. O estresse psíquico de qualquer natureza pode piorar a doença, mas este conceito vale para todas asdoenças crônicas, e cada caso deve ser individualizado e a familiarização na relação médico-paciente ajuda nesta abordagem.
DR. JOSÉ CARLOS MANSUR SZAJUBOK
REUMATOLOGISTA
SOCIEDADE PAULISTA DE REUMATOLOGIA
FACULDADE DE MEDICINA ABC
TIPOS
Lúpus restrito a pele (cutâneo): quadro restrito apele, habitualmente com exames laboratoriais normais, sem o acometimento de órgãos internos. No entanto, com o passar do tempo, pode ocorrer acometimento interno (sistematização). A forma mais comum desse envolvimento é a forma discóide que se refere a lesões arredondadas, com bordas bem definidas, com interior no início avermelhadas e posteriormente atróficas.
Lúpus EritematosoSistêmico: nesses casos já ocorre o acometimento interno, nas combinações mais variadas. Nesses casos, os exames de sangue já se mostram alterados, sendo o exame “fator antinúcleo” (FAN) quase sempre positivo, embora também possa ser positivo em outras doenças. A pele, na forma sistêmica, também é frequentemente acometida, apresentando os subtipos agudo, sub-agudo e crônico, com lesões fotossensíveis que vão desdeo aspecto avermelhado ate o aspecto cicatricial.
DR. LUIZ CARLOS LATORRE /DRA. MARINA VERAS DE MORAIS
REUMATOLOGISTAS HOSPITAL HELIÓPOLIS

CAUSAS
O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) se caracteriza pela formação de anticorpos contra várias proteínas celulares (autoanticorpos), causando inflamação dos pequenos vasos (vasculite) e consequente lesão desses locais. Vários tecidos e órgãos podemser acometidos, nas combinações mais variadas. Alguns pacientes apresentam quadros mais leves (somente envolvimento da pele, por exemplo) e outros podem apresentar quadros mais graves com envolvimento de órgãos importantes (rim e cérebro, por exemplo). Embora não se conheça a causa, fatores genéticos, hormonais (estrógenos), ambientais (luz solar, medicamentos, infecções), estão associados aodesenvolvimento da doença. O peso de cada um desses fatores difere de paciente para paciente. Com relação aos fatores desencadeantes da doença ou fatores que exacerbam uma doença inativa, destacam-se a irradiação ultravioleta (solar e, em menor intensidade, das luzes brancas artificiais). Alguns pacientes podem apresentar um quadro de Lúpus Induzido por medicamentos (hidralazina, isoniazida, sulfas, eoutros menos comuns); é o chamado Lúpus Induzido por Drogas. Infecções virais podem estar implicadas no desencadeamento da doença, embora seja um fator ainda não bem esclarecido. O mesmo se aplica ao stress emocional. Não há alimento específico que esteja implicado com a doença, no entanto uma dieta voltada às condições associadas como, por exemplo, o aumento do colesterol, hipertensão...
tracking img