Lombroso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (404 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Dias, Luiz; Santos,Ricardo dos; Antunes, Sonia. Antropologia Criminal no Seculo XIX: Conceito de L’uomo Deliquente de Cesare Lombroso.

O texto fala de uma obra-prima de Cesare Lombroso, L’uomoDeliquente (O Homem delinqüente) que revolucionou o Direito Penal e a Medicina Legal. Lançou ainda as bases da Criminologia e da Antropologia Criminal de forma muito vigorosa. Esta obra foi escrita hámais de um século e se baseou em pesquisas desenvolvidas com poucos recursos, como por exemplo, a ausência do exame do DNA. Além do mais, Cesare Lombroso focaliza a vida criminal européia do séculoXIX, em que predominava uma sociedade e uma mentalidade bem diferentes da realidade brasileira atual.
O médico-psiquiatra Cesare Lombroso veio abrir novos horizontes aos estudos sobre o criminoso ea pena, atentando-se à figura do homem delinqüente, observando-o antes mesmo de observar o crime. Ele parte da idéia básica da existência de um criminoso nato. Ao longo de seus estudos, Lombroso foimodificando sucessivamente sua teoria. Primeiramente, pensou-se a explicação do delito pelo atavismo,depois pela epilepsia. Ele já nasce delinqüente, bem como outros podem nascer enfermos ou sábios.Conforme seu pensamento foi evoluindo, Lombroso passou a considerar novas tipologias de delinqüentes, bem como a influência de fatores exógenos. São tipos de delinqüentes: nato, por paixão, louco, deocasião e o epilético. Apesar de pretender provar suas idéias, experimentalmente Lombroso não obteve sucesso. No entanto, seus estudos sobre as causas biopsíquicas do crime serviram de grandeinfluência para a evolução da sociologia criminal.

Maria Magda Bezerra dos Santos,
Antropologia,
Professor Carmelo

Já existiram várias tendências causais na criminologia. Baseado em Rousseau, acriminologia deveria procurar a causa do delito na sociedade; baseado em Lombroso, para erradicar o delito deveríamos encontrar a eventual causa no próprio delinquente e não no meio. Enquanto um...
tracking img