Lollalalala

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (271 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo da reflexão de Camões – CANTO I
“Os Lusíadas “ como Obra Nacional que exalta os feitos de um povo (povo português), como obra épica eleva o povoportuguês á categoria de herói, mas não deixando de ser humano, mortal. Durante os últimos quatro seculos os portugueses encararam “Os Lusíadas” como uma espécie deBíblia nacional, uma fonte de conhecimento, de fé e de esperança .
Camões, em “ Os Lusíadas” , desempenha o papel de um poeta comprometido , ataca a sociedadeda sua época, denuncia a hipocrisia, o egoísmo, a injustiça, a exploração dos trabalhadores, o desprezo pela cultura, a falta de recompensas devidas aos heróis,aponta o caminho justo, de acordo com o seu humanismo e a sua conceçao do dever .
Os Lusíadas não são exclusivamente o canto do nacionalismo, trata-se dascontradições dialéticas de uma voz que exprime a consciência moral, social e política da europa num momento da sua evolução.
Reflexão Canto I
“Oh! Grandes egravíssimos perigos,
Oh! Caminho de vida nunca certo”
“Oh! Grandes e gravíssimos perigos,
Oh! Caminho de vida nunca certo”

Neste canto o poeta reflete sobre avida, sobre como pode esta ser efémera, frágil, incerta, insegura, etc.
“Onde pode acolher-se um fraco humano
Onde terá segura a curta vida”
“Onde podeacolher-se um fraco humano
Onde terá segura a curta vida”

“Que não se arme de indigno o céu sereno
Contra um bicho da terra tao pequeno”

“Que não se armede indigno o céu sereno
Contra um bicho da terra tao pequeno”

O Homem não valoriza a sua vida e põe-na constantemente em perigo em prol de suas ambições.
tracking img