Livro - hector bruit o imperialismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 67 (16579 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Dados de Catalogação na Publicação (CIP) Internaciona l
(Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

B916 i
2.ed.

Bruit, Héctor H.
0 imperialismo / Héctor H. Bruit. - 2. e d. - São Paulo: Atual;
Campinas, SP: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1 987 .
(Discutindo a história)
Bibliografia,
1. Imperialismo 2. Imperialismo - História I. Título. II. Série. '
e

C DD - 325.3 2- 352.32 09

8 7 -026 9

í ndice s para catálogo sistemático :
1. Imperialismo: Ciência p olítica325.3 2
2. Imperialismo : História: Ciência p olítica325.320 9

Obra em co-edição com a
EDITORA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (UNICAMP)
Reitor: Paulo Renato Costa Souza
Coordenador Geral da Universidade: Carlos Vogt

CONSELHO EDITORIAL:
Alfredo Miguel Ozório de Almeida, Attíli oJosé Giarola, Aryon DallTgna
Rodrigues (Presidente), Eduardo Roberto Junqueira Guimarães, Fernando
Galembeck, Humberto de Araújo Rangel, Michael MacDonald Hall, Jayme
Antunes Maciel Jr., Ubiratan D'Ambrósio.
Diretor E xecutivo : Eduardo Roberto Junqueira Guimarães
Rua Cecílio Feltrin, 2 5 3
Cidade Universitária - Barão Geraldo
Fone : (0192 ) 3 9 -130 1 (ramal 2 585 )
1 308 3 CAMPINAS - SP discutindo
a história

o imperialismo
h écto r h. bruit

a

2 . edição

c oord . : jaime pinsk y

Capa: Sylvio Ulhoa Cintra Filho
Fotos da Capa e miolo: Filó

Mapas: Maria Azevedo
Pesquisa iconográfica: Letícia V. de Souza Reis

Copyright©

Héctor H. Bruit

Todos os direitos reservados à
ATUAL EDITORA LTDA.
Rua José Antônio Coelho, 785
Fone: 575-1544
04011 - S ã o - SP

Este l ivro foi i mpress o pela

llK-* t f i í l c f U M U S/c U
R od . Presidente Outra.k m 214
F one: 912-1388
GuarulhOS

LUYLNVI

2 4 6 8 10 9 7 5 3

NOS PEDIDOS TELEGRÃFICOS BASTA CITAR O CÓDIGO ANCH0125 L

sumário

Bate-papo com o Autor
1. O que é imperialismo?
2. O Imperialismo na África
3. O Imperialismo na Ásia
4. A América latina Entra em Cena
5. O legado:Sangue, Desprezo e Miséria
Bibliografia
Cronologia
Discutindo o Texto

1
5
14
30
44
58
72
75
78

bate-papo com o autor

Héctor Hernán Bruit é chileno, mas adotou o Brasil há vários anos.
Já lecionou em Marüia, Tupi e em Santa Catarina — entre outras cidades —
e atualmente é professor junto ao Departamento de História da UNICAMP.
Segundo filho de uma família de sete, fez o cursosecundário à noi•
te e, durante esse período, desempenhou funções bastante distantes do in•
telectual que acabou se tornando, a partir de 1968, como docente da Uni•
versidade do Chile — onde se licenciara quatro anos antes. Primeiro traba•
lhou durante três anos como operário de uma fábrica de papel fotográfico
e depois notificou protestos de duplicatas como funcionário de um cartó•
rio.Pós-graduado em História da América pela Universidade do Chile e
Doutor pela USP, Bruit hoje em dia sente-se mais um professor do que um
intelectual, "talvez porque", diz ele, "eu sempre tenha acreditado que a
prática pedagógica também é uma forma de militância política renovadora,
marcante e transformadora, e menos elitista do que a profissão de intelec•
tual". Para Bruit, ser professor tambémimplica realizar "aquelas aspirações
que não puderam concretizar-se, aspirações estéticas como o teatro e a
dança, formas de expressão corporal que de alguma forma o professor pra•
tica a um nível mais modesto".
E a dança moderna, que é um de seus hobbies, é justamente uma for•
ma de enfrentar o excesso de racionalismo que alimenta o mundo moder•
no: "A dança é para mim uma verdadeira terapia;ela me desintoxica do intelectualismo asfixiante, me liberta das teorias alienantes."
Além de inúmeros artigos e comentários críticos, Bruit é autor dos
livros Acumulação Capitalista na América Latina e Estado e Burguesia

Nacional na América Latina (este ainda no prelo), do qual é também orga•
nizador.

A seguir, Hernán Bruit responde a cinco questões:
P. Brasileiro por adoção, chileno...
tracking img