Livro as 5 linguagens do amor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 199 (49723 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
As Cinco Linguagens do Amor
Gary Chapman
Como expressar um compromisso de amor a seu cônjuge
Com Guia de Estudos Título original: The five love languages Tradução: Iara Vasconcelos Editora Mundo Cristão – 1997 Idioma: Português-BR Digitalizado, revisado e formatado por SusanaCap www.portaldetonando.com.br/forumnovo/

Para Karolyn, Shelley e Derek

*** Sumário
Agradecimentos 1. O queAcontece com o Amor Após o Casamento? 2. Cultivando o Amor que Agradece 3. Apaixonando-se 4. A Primeira Linguagem do Amor: Palavras de Afirmação 5. A Segunda Linguagem do Amor: Qualidade de Tempo 6. A Terceira Linguagem do Amor: Receber Presentes 7. A Quarta Linguagem do Amor: Formas de Servir 8. A Quinta Linguagem do Amor: Toque Físico 9. Descobrindo sua Primeira Linguagem do Amor 10. Amar é um Atode Escolha 11. O Amor Faz a Diferença 12. Amando a Quem não Merece Nosso Amor 13. Os Filhos e as Linguagens do Amor 14. Uma Palavra Pessoal Guia de Estudo para os Cônjuges e Discussão em Grupo 2 3 9 14 24 39 57 70 86 99 107 115 121 134 144 147

Agradecimentos
O amor começa, ou pelo menos deveria começar, no lar. Para mim, amor significa Sam e Grace, meu pai e minha mãe, que me amaram durantemais de cinqüenta anos. Sem eles, ainda estaria à procura do amor, ao invés de escrever sobre ele. Lar também significa Karolyn, com quem estou casado há mais de trinta anos. Se todas as esposas amassem seus maridos como ela me ama, bem poucos cometeriam atos de infidelidade. Shelley e Derek estão agora fora do ninho, e exploram novos mundos, mas temos muita certeza

do amor que nutrem por nós.Sinto-me abençoado e sou muito grato. Jamais poderei pagar a influência que recebi de um grande número de profissionais, no que diz respeito a conceitos sobre o amor. Entre eles, encontram-se os psiquiatras Ross Campbell, Judson Swihart e Scott Peck. Com relação à orientação editorial, sou grato a Debbie Barr e Cathy Peterson. A perícia técnica de Tricia Kube e Don Schmidt tornou possívelterminarmos o projeto no devido prazo para publicação. Por último, e o mais importante, gostaria de expressar minha gratidão aos muitos casais que, ao longo destes vinte anos, partilharam comigo o mais íntimo de suas vidas. Este livro é um tributo à honestidade por eles demonstrada.

1. O que Acontece com o Amor Após o Casamento?
Estávamos por volta de uns 12 mil metros de altitude, em algum lugar entreBuffalo e Dallas, quando o meu companheiro de viagem colocou a revista que lia na bolsa de seu banco, olhou em minha direção e perguntou: — Que tipo de trabalho você faz? — Sou conselheiro conjugai e dou seminários na área de família — respondi. Ele me disse então que há muito tempo gostaria de fazer uma pergunta para um conselheiro conjugai, e aproveitaria para formulála a mim, naquela hora. Eperguntou: — O que acontece com o amor após o casamento? Desistindo de tentar tirar um cochilo, perguntei-lhe: — O que exatamente você quer dizer? — Bem, já me casei três vezes e em cada uma delas tudo era muito bonito até o enlace matrimonial. Em algum lugar, depois do sim, as coisas mudavam. Todo amor que eu imaginava que tinha por elas, e todo amor que elas pareciam ter por mim, evaporavam-se.Posso dizer que sou uma pessoa inteligente. Sou um empresário bemsucedido nos meus negócios, mas não consigo entender o porquê

dessa situação. Continuamos, então, a conversar: — Quanto tempo você ficou casado? — O primeiro casamento durou cerca de dez anos. O segundo, três, e o último, seis anos. — O amor evaporou-se imediatamente após o casamento, ou foi uma perda gradual? — Bem, o segundocasamento já não deu certo desde o começo. Não entendi o que aconteceu. Pensei que nós realmente nos amávamos! No entanto, a lua-de-mel foi um desastre e depois disso jamais nos recuperamos. Tivemos um período de seis meses de namoro, um romance arrebatador. Estávamos realmente entusiasmados. Mas... foi só nos casarmos, para que nossa vida virasse uma batalha sem trégua. No primeiro casamento,...
tracking img