Liberalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1035 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Durante o ensino fundamental, perguntei a um professor de história: Por que estudar história? Ele não soube responder, pois naquele tempo a história limitava-se a repetir fatos e datas. Tornando a matéria assim, enfadonha e metódica .
Hoje a história vai muito além do simples fato narrado com o intuito de narrar datas e acontecimentos. Assim como o homem religioso analisalivros sagrados, para dele aprender lições praticas para os seus dias, assim o historiador analisa a história para compreender o seu tempo e aprender como se comportar e o seu lugar na história que está sendo escrita agora.
O homem sempre se interessou em história e em fazer registros históricos mesmo sem se dar conta disso. Uma prova disso é o hábito de manter registros fotográficosem álbuns de família, vídeos e até registros de árvores genealógicas.
Essas memórias são o combustível primário para o historiador. Pois este se ultiliza também dessas fontes para a construção da história. Para que tal construção da história seja sem vícios (parcialidade ou influencia política local), é necessário que o historiador se baseie em fatos documentais bem como outrasfontes de informações.
Hoje os historiadores, bem como os professores em sala de aula, tem como alvo principal não só expor fatos, mas também idéias. Construindo assim uma consciência crítica no aluno. Possibilitando o aluno se encontrar na sociedade em que vive, sabendo que papel ele cumpre. Dando a oportunidade de querer mudar sua posição no ambiente em que vive através deuma outra visão. A visão crítica baseada no conhecimento.Vivemos um momento histórico de liberdade cultural. Ao contrário do que se pensa, nem sempre foi possível expor fatos históricos com um pensamento crítico pessoal. Haja vista que durante um período considerável a história foi retirada do ensino fundamental, sendo substituída por outras de cunho político, forjando assim consciências aforça.
Rüsen explica que a consciência histórica é uma condição da existência do pensamento histórico e os sujeitos formam-se a partir das relações sociais. Sendo assim o aluno deve ter o ensino histórico como uma bússola para que por meio dela possa entender o seu presente e criar sua identidade. Para que se possa compreender a história é necessário que se compreenda o períodohistórico em que esta foi escrita. O senso crítico deve estar presente sempre, visto que a história segundo Rüsen tem caráter interpretativo. Deve-se ter em mente que o aluno não terá contato com os fatos históricos, diferente do historiador. Por isso que se questiona o modo de como se deve ensinar história. Essa saudável polêmica gerada em torno de como e o que se deve ensinar contribui para oenriquecimento do conhecimento histórico.
O tempo discorrido nos acontecimentos históricos ocorre de duas maneiras: tempo histórico e tempo cronológico.
O tempo histórico se baseia nos acontecimentos e não depende do tempo decorrido em relógios ou calendários . Já o tempo cronológico identifica o local onde ocorreram os fatos históricos e possibilita acompreensão de fatos datados referentes a um determinado ponto na história.
Apesar do riquíssimo acervo histórico que possui o Brasil, foi somente à partir do oitavo século que a matéria de história foi inserida no currículo escolar.
A historia como matéria toma força primeiro na frança, no período da revolução francesa. Onde se pode sair de umaépoca de escuridão intelectual, devido ao fato dos colégios só ensinarem assuntos de cunho religioso. É fato notório que houve confronto polêmico na época, pois como já citado anteriormente a história acaba criando consciência política. Por isso a matéria de história se revestiu primariamente de estudos científicos .
A história pode ser abordada por diversos modos. Assim...
tracking img