Liberaci

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (732 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Comparando Joyce com Pound e Eliot que por sua vez os dois são aliados do livro como forma de arte, porém a maioria das dificuldades encontradas pelos leitores das poesias deles desaparece se acolocarmos como em um cine-jornal, mitos, e outros, pois Joyce tinha uma crença muito maior na linguagem e na realidade do que Pound e Eliot.
O caso que se forma na mente quanto à câmera de cinema e aoprojetor é a igualdade que tem com o desenvolvimento do conhecimento humano, a câmera enrola num carretel o mundo exterior. Consegue-o através de rápidas fotografias estáticas. O projetor desenrolaeste carretel como uma espécie de tapete mágico que transporta instantaneamente o espectador para qualquer parte do mundo, A câmera grava e analisa o mundo à luz do dia com intensidade maior do que ahumana, devido ao ângulo do quarenta e cinco graus do seu olho. O projetor revela esse mundo à luz do dia sobre uma tela escura, onde ele se torna um mundo de sonhos.
Entende-se essa semelhança entãocomo que no conhecimento temos que interiorizar o mundo exterior, na fala conseguimos articular tal drama, analogamente recriado dentro de nós, adquiri-se a produção ou o poetar o mundo no senso em quese possa dizer que o filme parola o mundo.
Então compreende-se que as linguagens constituem as maiores de todas as obras de artes, os hinos coletivos à existência.
A televisão, difere do cinemaquanto à imediação com que capta e transmite o visível, o filme por sua vez não possui tal imediação de captação e transmissão.
Antes da imprensa, um leitor era alguém que discernia e sondava enigmas.Após a imprensa, passou a significar alguém que corria os olhos, que se escapulia ao longo das superfícies macadamizadas do texto impresso. Hoje em dia, no final de tal processo, chegamos a aliar ahabilidade de ler velozmente com a distração, em vez de com a sabedoria. Mas à imprensa, à mecanização da escrita, sucedeu no século dezenove a fotografia e em seguida a mecanização do gesto humano...
tracking img