Leshimaniose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1110 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
LEISHMANIOSE VISCERAL AMERICANA (Calazar)

1. DEFINIÇÃO

A leishrnaniose visceral é uma doença causada por parasitos (protozoários) do complexo Leishmania donovani na Africa, Asia,Europa e nas Américas.
A doença é crônica, grave, de alta letalidade se não tratada, e apresenta aspectos clínicos e epidemiológicos diversos e característicos, para cada região onde ocorre.
A leishmaniosevisceral é endêmica em 62 países nos quatro continentes.
Os fatores de risco para o desenvolvimento da doença incluem a desnutrição, o uso de drogas imunossupressoras e a co-infecção com HIV.

2. AGENTE ETIOLÓGICO

A leishmaniose visceral é causada, em todo o mundo, por parasitos do complexo L. donovani que inclui três espécies de Leishmania (ver Capítulo 7):
 Leishmania (Leishmania) donovani;
Leishmania (Leishmania) infantum;
 Leishmania (Leishmania) chagas.
Nas Américas, Leishmania (Leishmania) chagasi é a espécie responsável pelas formas clínicas da leishmaniose visceral.

3. VETOR

“Lutzomyia longipalpis” o inseto tem ampla distribuição geográfica e está sempre presente onde há transmissão da doença. Sem duvida, é a espécie mais importante na epidemiologia da doença. Suadistribuição inclui áreas silvestres, rurais, suburbanas e urbanas.

4. RESERVATÓRIOS

As raposas são reservatórios silvestres primitivos. Os cães são os reservatórios domésticos. Nos reservatórios animais, cão e raposa, o parasitismo cutâneo é geralmente intenso e não é raro isolamento de parasitos do sangue. São excelentes fontes de infecção para flebotomíneos, mantendo o ciclo da doença noambiente domiciliar e silvestre, respectivamente.


5. IMPORTÂNCIA

A leishmaniose visceral ou calazar é uma doença infecciosa sistêmica, de evolução crônica, caracterizada por febre irregular de intensidade média e de longa duração, esplenomegalia, hepatomegalia, acompanhada dos sinais biológicos de anemia, leucopenia, trombocitopenia, hipergamaglobulinemia e hipoalbuminemia. O emagrecimento, oedema e o estado de debilidade progressiva contribuem para a caquexia e o óbito, se o paciente não for submetido ao tratamento específico.

6. BIOLOGIA E CICLO BIOLÓGICO

A morfologia das formas amastigotas, promastígota e paramastígota de Leishmania chagasi é semelhante as outras espécies do gênero Leishmania.
No hospedeiro vertebrado, as formas amastígotas de L. chagasi são encontradasparasitando células do sistema mononuclear fagocitário (SMF), principalmente macrófagos.
No homem, localizam-sc em órgãos linfóides, como medula óssea, baço, figado e linfonodos, que podem ser encontrados densamente parasitados. O parasitismo pode envolver outros órgãos e tecidos, como os rins, placas de Peyer no intestino, pulmões e a pele. Raramente, as amastígotas podem ser encontradas nosangue, no interior de leucócitos, íris, placenta e timo.
No hospedeiro invertebrado, Lutzomyia longipalpis, são encontradas no intestino médio e anterior nas formas paramastígota, promastigota e promastígota metacíclica.
A infecção de Lutzom-via longipalpis por Leishmania chagasi ocorre quando as fêmeas, hematófagas, cumprindo necessidade biológica se alimentam em hospedeiro vertebrado infectado,e ingerem com o sangue macrófagos e monócitos parasitados.
O ciclo no homem e no vetor é o mesmo da Leishmaniose Tegumentar Americana.

7. MECANISMOS DE TRANSMISSÃO

O principal mecanismo de transmissão da l. chagasi nas condições naturais e de importância epidemiológica universal ocorre normal através da picada da fêmea de l. longipalpis as formas promastígotas metaciclicas movimentando- selivremente na probóscida do vetor são inoculadas durante o repasto sanguíneo.
Uso de drogas injetáveis; Transfusão sanguínea; Transmissão congênita; Acidentes de laboratório e auto-inoculação.

8. PATOGENIA

A pele é a porta de entrada para a infecção. A inoculação das formas infectantes é acompanhada da saliva do inseto vetor, que é rica em substâncias com atividade inflamatória.
Esta...
tracking img