Lei da falescia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 211 (52523 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA

ADROALDO ARAUJO

LEI DE FALÊNCIAS: UM COMPARATIVO ENTRE A ANTIGA LEI DE FALÊNCIA
E A NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS, ASPECTOS POSITIVOS E
NEGATIVOS DA ALTERAÇÃO, UMA ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR

Porto Alegre
2010

1

ADROALDO ARAUJO

LEI DE FALÊNCIAS: UMCOMPARATIVO ENTRE A ANTIGA LEI DE FALÊNCIA
E A NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS, ASPECTOS POSITIVOS E
NEGATIVOS DA ALTERAÇÃO, UMA ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR

Dissertação submetida ao Programa de PósGraduação em Economia da Faculdade de Ciências
Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande
do Sul – UFGRS, como requisito parcial para a
obtenção do título de Mestre em Economia,
modalidadeprofissionalizante, com ênfase em
Economia Aplicada
Orientador: Prof. Dr. Paulo Schmidt

Porto Alegre
2010

2

DADOS INTERNACIONAIS DE CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO (CIP)
Responsável: Biblioteca Gládis W. do Amaral, Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS

A663l

Araujo, Adroaldo
Lei de Falências: um comparativo entre a antiga lei de falência e a nova lei de
recuperação de empresas,aspectos positivos e negativos da alteração, uma
abordagem multidisciplinar / Adroaldo Araujo. – Porto Alegre, 2010.
155 f. : il.
Orientador: Paulo Schmidt.
Ênfase em Economia Aplicada.
Dissertação (Mestrado profissional em Economia) - Universidade Federal do Rio
Grande do Sul, Faculdade de Ciências Econômicas, Programa de Pós-Graduação em
Economia, Porto Alegre, 2010.

1. Falência :Legislação : Brasil. 2. Direito comercial : Brasil. I. Schmidt, Paulo.
II. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas.
Programa de Pós-Graduação em Economia. IV. Título.

CDU 347.736

3

ADROALDO ARAUJO

LEI DE FALÊNCIAS: UM COMPARATIVO ENTRE A ANTIGA LEI DE FALÊNCIA
E A NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS, ASPECTOS POSITIVOS E
NEGATIVOS DA ALTERAÇÃO, UMAABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR

Dissertação submetida ao Programa de PósGraduação em Economia da Faculdade de Ciências
Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande
do Sul – UFGRS, como requisito parcial para a
obtenção do título de Mestre em Economia,
modalidade profissionalizante com ênfase em
Economia Aplicada
Orientador: Prof. Dr. Paulo Schmidt

Aprovada em: Porto Alegre, 30/09/2010Banca examinadora:

______________________________________________________________________
Professor Dr. Paulo Schmidt – Orientador
UFRGS
______________________________________________________________________
Professor Dr. José Luiz dos Santos
UNIFIN
______________________________________________________________________
Professor Dr. Paulo Roberto Pinheiro
UNIFIN______________________________________________________________________
Professora Dra. Luciane Alves Fernandes
UNIFIN

4

AGRADECIMENTOS

Ao finalizar este trabalho, não poderia deixar de fazer um agradecimento especial ao
Professor Doutor Paulo Schmidt, pelo apoio incondicional que externou a minha pessoa na
orientação desta árdua, mas prazerosa tarefa.

Agradecer ao professor Stefano Florissi pelas magnasaulas ministradas e que sem dúvida,
embora não seja minha área de atuação, me deixaram entusiasmado em aprender a tão
reconhecida ciências econômica.

Aos colegas de escritório Otavio Borsa Antonello e Alexandre Alberto Werlang dos Santos.

A minha família, meus pais e irmãos, em especial com muito amor, à minha esposa Elisete e
meu filho Lorenzo.

5

RESUMO

Este estudo destina-se aconsecução de um trabalho comparativo entre a nova Lei de
Recuperação de Empresas e a antiga Lei de Falência e Concordata. Busca uma abordagem
multidisciplinar que aponte os aspecto positivos e negativos na implantação da nova ordem
jurídica, bem como, alguns efeitos econômicos resultantes. Desta forma obteremos uma
melhor compreensão das mudanças ocorridas no novo ordenamento, destinado a...
tracking img