Lab. eletrotecnica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1431 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Juiz de Fora
Novembro de 2011
Introdução
Abordaremos nestes ensaios a Lei de Ohm e a variação de resistividade com a temperatura, divisores de tensão e corrente e, conceitos e relações de transformação.

Ensaio III: Lei de Ohm e a variação da resistividade com a temperatura
A resistividade elétrica dos materiais foi pesquisada e comprovada por Gerg Simon Ohm que mostrou através de pesquisasque esse valor, a resistência elétrica, é proporcional ao comprimento elétrico do condutor e inversamente proporcional ao diâmetro do condutor. Logo, a formulação da Lei de Ohm é:
R=
Onde:
* ρ é a resistividade elétrica (em Ωm);
* l é o comprimento da amostra (medido em metros: m);
* A é a área da seção da amostra (medido em metros quadrados: m²);
* R é a resistência elétrica deuma amostra uniforme do material ( em ohms: Ω).
Porém, no meio físico encontramos um problema.
Como sabemos, as dimensões de um determinado corpo mudam de acordo com a temperatura que se encontra o mesmo, e nesse caso, o nosso condutor também sofrerá também mudanças, principalmente no comprimento do mesmo. Logo, podemos dizer que a resistência elétrica do material também sofrerá mudanças.
Paracalcular a variação de resistividade, temos que calcular primeiro a dilatação do comprimento do condutor, que é definida por:

* ΔL é a variação do comprimento em metros;
* α coeficiente de dilatação linear (α=0,0045);
* Lo comprimento inicial em metros;
* ΔT variação de temperatura em kelvin ou em Celsius.
E definindo o comprimento da amostra em função da resistência, temos:L=
Logo, temos que:

Prática:

Montagem: Medir o valor da resistência de cada lâmpada, montar o circuito da figura A.1 e aplicar uma tensão de 10 à 100 volts variando de 10 em 10 e anote os valores da corrente que circula e calcular cada valor de tensão. Por fim, montar um gráfico tensão vs corrente e outro para resistência vs temperatura.

Tensão (V) | Corrente (A) | Potência (W) |Resistência (Ω) | Temperatura (K) |
  | A | B | A | B | A | B | A | B |
0,00 | 0,00 | 0,00 | 0,00 | 0,00 | 29,00 | 58,00 | 296,00 | 296,00 |
10,00 | 0,11 | 0,05 | 1,10 | 0,50 | 90,91 | 200,00 | 770,40 | 840,06 |
20,00 | 0,14 | 0,09 | 2,80 | 1,80 | 142,86 | 222,22 | 1168,47 | 925,20 |
30,00 | 0,16 | 0,11 | 4,80 | 3,30 | 187,50 | 272,73 | 1510,56 | 1118,71 |
40,00 | 0,18 | 0,12 | 7,20 | 4,80 |222,22 | 333,33 | 1776,63 | 1350,92 |
50,00 | 0,20 | 0,13 | 10,00 | 6,50 | 250,00 | 384,62 | 1989,49 | 1547,40 |
60,00 | 0,23 | 0,14 | 13,50 | 8,40 | 266,67 | 428,57 | 2117,20 | 1715,81 |
70,00 | 0,24 | 0,15 | 16,80 | 10,50 | 291,67 | 466,67 | 2308,77 | 1861,77 |
80,00 | 0,26 | 0,16 | 20,80 | 12,80 | 307,69 | 500,00 | 2431,57 | 1989,49 |
90,00 | 0,27 | 0,18 | 24,30 | 15,75 | 333,33 |514,29 | 2628,06 | 2044,22 |
100,00 | 0,29 | 0,19 | 29,00 | 18,50 | 344,83 | 540,54 | 2716,13 | 2144,81 |

* Conclusão:
De acordo com os dados obtidos na prática realizada no dia 6 de outubro, foram possíveis com esses alguns cálculos que nos permitiu encontrar como a potência dissipada, a resistência do material e a temperatura do mesmo, que variava a resistência da amostra, que eram duaslâmpadas, uma de 40 W (amostra A) e 60 W (amostra B).
Com os cálculos conseguimos também montar dois gráficos, um de “Tensão vs Corrente” e outro de “Resistencia vs Temperatura”. O segundo nos mostra que a relação entre a variação da resistência em função da temperatura é linear. Poderíamos afirmar também a mesma coisa para o primeiro, mas não chega a ser tão linear quanto o segundo como mostrao próprio gráfico.

Ensaio IV: Divisores de Tensão e Corrente
Em um circuito elétrico, os elementos se encontram associados de duas formas:
Em série: os elementos são percorridos pela mesma;
Em paralelo: os elementos ligados em paralelo estão submetidos à mesma tensão

* Montagem
Monte os circuitos das figuras abaixo e aplique tensões de 50, 80 e 100 volts. Meça as correntes e...
tracking img