Keynesianos e monetaristas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4732 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Economia

Keynesianos e Monetaristas

Índice

Lista de figuras pág.3
Introdução pág.4
Keynesianismo pág.5
John Maynard Keynes pág.5
Teoria Keynesiana pág.7
Princípio da Procura Efectiva pág.7
Políticas Económicas pág.11
A evolução da Escola Keynesiana pág.12
Monetarismo pág.15
Milton Friedman pág.15
Teoria Monetarista pág.18
Equação da Troca eVelocidade da Moeda pág.18
Teoria Quantitativa dos Preços pág.19
O contributo de Friedman pág.21
Keynes vs Friedman pág.22
Conclusão pág.24
Bibliografia pág.25




Lista de figuras

Ilustração 1 – John Maynard Keynes 5
Ilustração 2 – A procura agregada no Keynesianismo 10
Ilustração 3 – O papel do Estado no Keynesianismo 11
Ilustração 4 – MiltonFriedman 16
Ilustração 5 – Moeda 19
Ilustração 6 – Inflacção, moeda e preços 20
Ilustração 7 – Abordagem monetarista vs abordagem keynesiana 23

Introdução

Este trabalho, cujo tema é Keynesianos e Monetaristas, foi realizado no âmbito da cadeira de Economia, do 2º semestre do 1º ano do MIEIG.

Nele iremos abordar duas correntes de pensamento económico centradas nos mecanismos que regulam amacroeconomia, que apresentam diversos pontos divergentes entre si, mas que são concordantes num ponto fulcral: uma gestão macroeconómica bem sucedida é essencial, na medida em que a economia privada é sempre sujeita a instabilidade.

Estas duas teorias económicas são o Keynesianismo e o Monetarismo. No sentido de facilitar a comparação entre as duas, e destacar as suas diferenças, salientamos umdefensor acérrimo para cada uma delas. Por motivos óbvios, aprofundamos as ideias de John Maynard Keynes (o pai do Keynesianismo) e de Milton Friedman (que consideramos, após pesquisa, o mais influente teórico do Monetarismo), vencedor do prémio Nobel da economia em 1976.

No trabalho iremos portanto descrever e caracterizar de um modo geral tanto o Keynesianismo como o Monetarismo, dar aconhecer a vida e o contexto do trabalho desenvolvido por Keynes e Friedman e por fim fazer uma comparação objectiva entre as suas ideias.

Keynesianismo

A escola de pensamento económico keynesiana teve como seu fundador John Maynard Keynes. Antes de abordarmos os princípios deste pensamento, vamos fazer uma alusão à biografia deste economista.

1. John Maynard Keynes

John Maynard Keynes(Cambridge, 5 de Junho de 1883 — Firle, 21 de Abril de 1946), foi provavelmente o mais influente economista do século XX, sendo considerado por muitos como o “pai” da macroeconomia. As suas ideias revolucionárias levaram à adopção de políticas intervencionistas do Estado com o intuito de criar estímulos ao desenvolvimento económico.

Destacou-se também em áreas tão diferentes como as finanças, ojornalismo, a diplomacia e as artes.

Ilustração 1
Keynes começou a ganhar importância no final da Primeira Guerra Mundial quando esteve presente na Conferência de Paz em Versalhes como representante do Ministério das Finanças Britânico. Estava surpreendido com a falta de visão dos diplomatas na conferência, particularmente com a insistência de que os alemães derrotados deveriam efectuaraltos pagamentos compensatórios (chamados reparações) às nações vitoriosas. Na sua obra The Economic Consequences of the Peace (1919), Keynes defende que as condições impostas à Alemanha eram praticamente impossíveis de cumprir, e que as tentativas de extrair os pagamentos iriam impedir a recuperação económica daquele país e despoletar uma nova guerra. Infelizmente, veio-se a verificar que tinharazão.

No período entre as duas Grandes Guerras Mundiais, Keynes ensinava economia em Cambridge, tal como o seu pai havia feito. Escreveu vários livros importantes e artigos para jornais e revistas neste período, sendo editor das principais revistas sobre economia na Grã-Bretanha. Foi também consultor do governo, participando activamente em debates políticos e económicos. Contudo, foi a especular...
tracking img