Karl

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2049 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A FELICIDADE PARADOXAL
Além da posição social: o consumo emocional

A constatação é real, o ser humano quanto mais consome, mais quer consumir. O desejo de se consumir é tão grande que está sempre a procura de novidades.
No rastro de Weblem, os sociólogos críticos desmentem a ideia de que o consumo se faz por necessidade, mas de ser o que faz a diferença no social: o prestígio ereconhecimento, o status e a integração social. O consumo é definido como um marca de distinção, de se mostrar a superioridade, de exibirem suas condições e as lutas pela concorrência , opondo as classes sociais. O crescimento do consumo impede de se chegar a um complexo de saturação das necessidades.

Do consumo ostentatório, ao consumo experimental

Ter acesso a um modo de vida fácil e deconforto, contribui para motivação dos consumidores em potencial. A mídia favorece as condutas de consumo, desperta interesse, vontade e desejo na sociedade. Com marcas de roupas, automóveis, etc. criando uma imagem de superioridade social, causando inveja no outro. A publicidade incentiva prazeres, expondo produtos como símbolos de condição social: mulheres maquiadas, elegantes, carros caros,encenam os visuais publicitários e chamam a atenção dos obcecados por posição social, indústrias constroem o consumo e o status e usando pessoas importantes e famosas para criar uma impressão e uma imagem de superioridade social. O hedonismo uma finalidade legítima de massa, transformou a ambiência ou o estilo de consumo, envolvendo num halo de leveza e ludismo, juvenilidade e de erotismo.Fliperama, rock’n’roll, televisão, jeans, minissaia, etc.
Escaldando as idéias de felicidade privada, os lazeres, as publicidades e as mídias favorecem condutas de consumo menos sujeito ao privado julgamento do outro. Combinação de duas lógicas heterogêneas (corrida a consideração, corrida aos prazeres). A égide hegemônica do consumo, a fase II o consumo de massas.

O consumo intimizado

Osconsumidores mostram-se mais imprevisíveis e voláteis, mais à espera de qualidade de vida, de comunicação e de saúde, tem melhores condições de fazer uma escolha entre diferentes propostas de oferta. O consumo para ”si” suplantou o consumo ”para o outro”, em sintonia com o irresistível movimento de individualização das expectativas, gostos e dos comportamentos. As corridas pela moda fazem com que osgrupos vivam disputando quem tem mais status ou quem ocupa uma posição social destacável. Daí em diante este oferece um espetáculo totalmente mais amplo liberto da dramaturgia que ainda existia nos anos 1950, onde começaram a desenvolver a aquisição das coisas e práticas de lazer, deixando de lado a concorrência por status, as despesas já não tem mais o desafio, a diferença, os enfrentamento deposição social. Quando a luta pela concorrência não é mais o foco das aquisições mercantis começa então a civilização do hiperconsumo, onde o império de mercadoria e do individualismo não se opõe mais.
A busca das felicidades privadas, a otimização de nossos recursos corporais e relacionais, a saúde ilimitada, a conquista de espaços, tempos personalizados é que servem de base a dinâmica consumista:a era ostentatória dos objetos foi suplantada pelo reino da hipermecadoria desconflitada pós-conformista. O apogeu da mercadoria não é o valor experimental, o consumo “puro” valendo não como significante social, mas como conjunto de serviços para o indivíduo. Arrastando por esse maremoto, o gosto pelas novidades, mudou de sentido.
Hoje a demanda de renovação se sobrepôs ao desejo do “mínimoconforto técnico ”que estava em vigor na fase II , a curiosidade tornou-se uma paixão de massa e mudar por mudar, uma experiência destinada a ser experimentada pessoalmente. Daí nossas funções subjetivas do consumo a moda antiga que torna visível a identidade econômica e social das pessoas, os atos de compra em nossas sociedades traduzem antes de tudo diferenças: idades, gostos particulares, e...
tracking img