Jeitinho brasileiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1349 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Cutura Organizacional e “Jeitinho” Brasileiro

Conceituando o “jeitinho” encontramos vário significados para justificar a prática usual na cultura da sociedade brasileira. Pasmem, o jeitinho brasileiro é nosso, produto exclusivo da nossa gente.
Sua usualidade em desde os primórdios da nação brasileira, quando a carta regida por Caminha, comunicava o Descobrimento do Brasil, aproveitando parapedir AP Rei de Portugual emprego para um parente. Como se não bastasse às formas de apropriação e exploração dos recursos naturais de nosso pais ficou muito longe dos mais elementares princípios da ética. No Brasil colônia as riquezas foram distribuídas aos amigos do rei e da sua corte. Extensões de terras sem fins transformadas em capitanias hereditárias. Extraíram do solo brasileirofabulosas quantidades de madeira e ouro, junto com isso, subjugaram pessoas trazidas de terras distantes, submetendo-os ao trabalho escravo e a toda a sorte de humilhação.
Confiantes de que os pobres são para servir os ricos, semearam em nosso país uma mentalidade escravagista, com a cumplicidade da igreja da época que induzia o povo a aceitar a servidão e a pobreza com resignação, como se fossedesígnios de Deus.
Essa herança cultural poderá estar ainda produzindo comportamentos marcantes, comuns a muitas organizações de nossos dias, onde destacamos a confiança no “jeitinho” e na criatividade como recursos preferências para contornar os problemas.

O Antropólogo DAMATTA (1988) afirma “ O jeitinho se confunde com corrupção porque desiguala o que deveria ser tratado com igualdade” é oresultado da distinção que existe na sociedade brasileira entre a noção de indivíduo e de pessoa. Para ele as duas noções operam simultaneamente, desde o processo de formação do Brasil. É possível fazer funcionar o
“jeitinho” porque o assunto começa sempre com alguém que conhece alguém que pode ajudar a resolver mais rapidamente e com menos complicações e burocracia uma situação dada.
Dessa forma,utilizar o “jeitinho” em determinadas situações consiste em uma alternativa aos brasileiros de fazer das relações de trabalho também relações de amizade é considerada por alguns autores como parte integrante da cultura brasileira o bom relacionamento.
Para GERREIRO RAMOS (1966), o formalismo acarreta a prática do “jeito”. O “jeito” é tanto mais eficaz quanto mais o exercício do poder público se achasubmetido a interesses de famílias ou de clãs, no sentido lato do termo. O formalismo, de acordo com RIGGS (1964), é a diferença entre a conduta concreta e a norma que estabelece como essa conduta deveria ser, sem que tal diferença implique punição para o infrator da norma, ou seja, a diferença entre o que a lei diz e aquilo que acontece de fato, sem que isso gere punição para o infrator da lei. Aexistência do formalismo, segundo esse autor, faz com que as instituições e as pessoas possam dar, negar, vetar e consentir. Para VIEIRA et al (1982) o acentuado formalismo que se faz presente na realidade brasileira proporciona a prática do “jeitinho”, ou seja, a maneira pela qual se pode resolver as dificuldades sem contrariar as normas e leis.
De acordo com MOTTA e ALCADIPANI (1999) asrelações paternalistas com envolvimentos ambiguamente cordiais-afetivos e autoritários violentos são lugares-comuns na história da formação da sociedade brasileira e a existência dessas características ainda persiste nas organizações locais. Há ainda, no povo brasileiro, uma aversão aos ritualismos sociais que explicitam as diferenças entre as pessoas, que deixam claras a hierarquia e as desigualdades,quer sejam de poder, quer sejam sociais. Para esses mesmos autores, no Brasil, verifica-se a cultura da pessoalidade, ou seja, o grande valor atribuído à pessoa, sendo que o pessoalmente íntimo é colocado, no mais das vezes, sobre o interesse da coletividade. Os interesses pessoais são tidos como mais importantes do que os do conjunto da sociedade, ocasionando falta de coesão na vida social...
tracking img