Infrmacoes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2176 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O tema da redação do Enem 2011 foi ” Viver em rede no século XXI: Os limites entre o público e o privado”. E está redação realmente vai chamar a atenção da banca examinadora. Uma das melhores redações que eu li.
Caiu na “rede” é peixe
Com o crescente desenvolvimento das ligações midiáticas é natural a sobreposição da internet como a principal mediadora das relações humanas. É normal sentar emfrente ao pc e comer jujuba durante horas a fio, aliás é uma rede privada e ninguém vai saber o que você está comendo, logo gera uma economia, pois você não precisa oferecer nada a ninguém.
A tolice mundana em frente as pilhas de computadores que invadem as casas, faz suscitar as seguintes questões: “até onde o que eu posto no meu skoob ou twiter é privado?”, “o wikileaks é tão chique queabalou os EUA?” “hellow big brother?”. É fato, o homem internauta quer matar os livros e ver fotos da Scarlett Johanson nua, até porque essa atriz foi muito idiota, pois não respeitou os limites do público e privado, mas aposto que você examinador já deu uma conferida nas fotos dela. Outra, ela já pretendia isso pois as fotos foram tiradas no banheiro, o que lembra “privada” privado, entendeu otrocadilho?
Abane a cabeça internauta, você está sendo vigiado por câmeras como na charge da proposta de redação, as televisões de hoje são webcams do governo, eu também não queria que Steve Jobs morresse e isso apresenta uma grande perda no mundo virtual. A melhor solução para isso é doar o seu computador para que ainda não tem um perfil na rede, uma vez tendo esse perfil, é como dizem: “Caiu narede é peixe”. Mubarak sabe disso.
Falta saber se esta redação realmente foi escrita no Enem 2011. Mas de qualquer forma, é bem interessante.
“net”…o que é a Internet afinal? Um meio de informação e também de comunicação, um meio de aprender e também de desaprender, é mais que um meio na verdade, é um Mundo. Mas para ser honesta, esse tal mundo de jogos e diversões, de enciclopédias e novaseducações, é totalmente dispensável!
A Internet retira a qualquer pessoa um bom momento de conversa, na esplanada de um café ou no sofá lá de casa. Dá-nos a oportunidade de ouvir os pássaros a cantar e as crianças a brincar, em vez de estarmos constantemente a ouvir os bips do “Messenger” sempre a tocar e a piscar, é stressante. Se temos a oportunidade de partilhar o nosso conhecimento, dialogar edebater, questionar um determinado assunto com alguém, pessoalmente, porquê fazê-lo virtualmente? O toque, o cheiro, a paisagem de qualquer lugar, quer seja uma nova cidade, país ou o habitual café da esquina, é sempre mais enriquecedor estar presente no local e ver consoante a nossa realidade e pelos nossos olhos.
Na Internet, já não funciona assim, uma coisa é o local na fotografia do nossocomputador, e é outra quando nos vimos perante o mesmo, é a desilusão ou o espanto, o que é certo, é que não é o que estávamos à espera.
Retirar a alguém o prazer de ler um livro, de folhear as suas páginas e sentir e sentir o cheiro das mesmas, é um poder que a Internet não consegue, ou não devia, tirar. Queremos ler um livro? Dirigimo-nos a uma livraria, aproveitamos e passeamos, com sorteencontramos alguém com quem temos uma conversa interessante, e compramos o livro. Isso é literacia!
Utilizar os meios de busca do “Google” para ouvir uma música que já não ouvimos desde o secundário? E que tal dar uso ás recordações e levar lá para casa o CD com a tal música que tanto desejamos ouvir, e poder de levá-lo numa viagem de carro ou até mostrar aos filhos “as músicas que ouvia quandotinha a idade deles”!
Isso seria literacia, seria uma forma bem bonita de literacia, ensinar a alguém o que um dia nós aprendemos.
Em suma, vou recomendar que esqueçam “a net”, que ouçam rádio e que leiam mais jornais, que passeiem nos sítios que visitam virtualmente. Acrescento ainda, que vão a espectáculos dos “artistas da Internet”. Recomendo-vos que vivamente que vivam no nosso mundo!...
tracking img