Inf Por Treponema

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 89 (22079 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
Infecção por Treponema pallidum: análise serológica e pesquisa de
DNA

Lino José Manuel Ferreira

DISSERTAÇÃO PARA OBTENÇÃO DO GRAU DE MESTRE
EM MICROBIOLOGIA MÉDICA

Janeiro de 2013

Infecção por Treponema pallidum: análise serológica e pesquisa de
DNA

Lino José Manuel Ferreira

DISSERTAÇÃO PARA OBTENÇÃO DO GRAU DE
MESTRE EM MICROBIOLOGIA MÉDICA

Orientadora: Professora Doutora Rita M. R.Teixeira de Castro
Co-Orientação: Professora Doutora Filomena L. Martins Pereira

Unidade de Doenças Sexualmente Transmitidas do Instituto de Higiene
e Medicina Tropical, Rua da Junqueira 100, 1349-007 Lisboa, Portugal.

Janeiro de 2013

AGRADECIMENTOS

À Professora Doutora Rita Maria Rodrigues Teixeira de Castro, minha orientadora pela
prestimosa ajuda na orientação deste trabalho, na transmissão deseus conhecimentos e
conselhos que resultaram no seguimento das normas e técnicas implementadas nesta
tese assim como, pela disponibilidade ao longo de todo trabalho, o meu muito obrigada.
À Professora Doutora Filomena da Luz Martins Pereira, co-orientadora pela forma
calorosa, acolhimento e acompanhamento deste trabalho.
À Dra. Emília Prieto pelo apoio incondicional, paciência e tempodisponibilizado em
transmitir os seus conhecimentos teóricos e práticos ao longo do desenvolvimento deste
estudo.
À todos os Professores do Mestrado em Microbiologia Médica pala paciência e
sabedoria como transmitiram os seus conhecimentos.
As técnicas Teresa e Fernanda, pelo apoio que sempre prestaram.
Ao colega David Janeiro, como amigo e companheiro de trabalho laboratorial pelo
apoio, dedicação eauxílio prestado ao longo deste trabalho.
Aos meus colegas de turma e, em especial Lisa Machado à qual desejo sucessos na sua
vida.
Ao Dr. Manuel Francisco Dias pelo incentivo e apoio disponibilizado.
Agradece-se ao Dr. Tomás António, Dr. Abreu Pacamena Tondesso, aos técnicos
George Ernesto Lucala, Horácio, Isabel Bravo, Lucrécia e todos os outros não
enumerados, pelo auxílio prestado ao longo dacolheita das amostras.
Aos meus familiares, as minhas desculpas por não nomear, e porque eles sabem quem
são, pela força, amizade e compreensão demonstrado ao longo deste tempo.
Aos meus amigos, pelo apoio, orgulho e incentivo dado durante toda a formação.

i

RESUMO
A sífilis é uma infecção causada por T. pallidum que pode ser transmitida por via
vertical, por contacto sexual ou por sangue, e cujodiagnóstico se baseia na associação
entre manifestações clinicas e testes serológicos.
Neste estudo utilizaram-se os testes serológicos RPR, TPHA, FTA-Abs, um teste rápido
não comercializado (Signal-Spirolipin) que pesquisa anticorpos treponémicos (CDC-T)
e não treponémicos (CDC-2) em simultâneo no mesmo dispositivo e uma técnica de
PCR-multiplex para a pesquisa de ADN de T. pallidum.
Da comparaçãodas técnicas serológicas constatou-se que a sensibilidade dos testes RPR
e TPHA foi de 84,5% e 98% respectivamente. A especificidade foi de 77,3% para o
teste RPR e de 87,5% para o teste TPHA.
Na avaliação do teste rápido a comparação do teste CDC-2 com o teste RPR resultou
numa taxa de concordância de 93,1% enquanto que, a do teste CDC-T com o teste
TPHA foi de 94,8%. A sensibilidade eespecificidade obtidas pelos testes CDC-2 e
CDC-T foram de 88,7% e 65% e de 94,9% e 91,3% respectivamente.
Considerando o diagnóstico de sífilis activa com base na reactividade simultânea dos
testes RPR e TPHA, avaliou-se a sensibilidade do teste rápido utilizando esse mesmo
critério. A sensibilidade obtida foi de 98,4% para o teste rápido e de 97,2% para a
associação dos testes RPR/TPHA.
A técnica dePCR-multiplex apresentou fraca sensibilidade já que em apenas 33% dos
casos de sífilis foi identificado ADN de T. pallidum.
O teste rápido avaliado apresentou um comportamento idêntico aos testes geralmente
utilizados na rotina laboratorial tais como os utilizados neste estudo. Apresenta a
vantagem de pesquisar anticorpos treponémicos e não treponémicos, ao contrário dos
testes rápidos comercializados...
tracking img