Industria farmoquimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4604 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1

Campinas
CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PROCESSO FARMOQUÍMICO

Campinas/SP – Brasil
Dezembro de 2012

2

Campinas
CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PROCESSO FARMOQUÍMICO
ANDRÉ LUIS MORELI – RA 004200900575
LEANDRO VIEIRA SILVA – RA 004200700060
LUCAS ALEXANDRE MARCON – RA 004201000056
LUCAS REIS MACIEL – RA 004200900016
LUIZ EDUARDO MENEGUCCI BALBO – RA 004201000398RODRIGO M. PENA – RA 0042010000313
ROMULO AMAKAWA – RA004201000382

Resenha apresentada á disciplina Tecnologia de
Processos químicos do Curso de Engenharia de
Produção da universidade São Francisco, sob
orientação da Prof.ª Aline..., como requisito parcial
para obtenção de média semestral.
Campinas/SP – Brasil
Dezembro de 2012

3

RESUMO

Com o desenvolvimento da indústria química noBrasil, notou-se a falta de disponibilidade de
produtos fabricados no Brasil passou a ser representada pelos produtos da química fina. Entre
os produtos faltantes se encontravam principalmente eram os intermediários para defensivos
agrícolas, fármacos, corantes, pigmentos catalizadores etc.
Em 1980 foi criado, por algumas empresas um polo químico com o objetivo de suprir a falta
destesprodutos faltantes.
O processo da indústria farmoquímica não há muito a respeito do assunto. Pois o ramo trabalha
com formulas que são em sua maioria somente de conhecimento da própria indústria.
O trabalho relata alguns dados estatísticos respeitos do setor tanto nacionalmente como no
exterior. Além de algumas perspectivas para o brasil.
Enfim trata de algumas curiosidades do ramo abordando algunsriscos e mitos.

4

1 Definição

Química fina é aquela atividade de obtenção de compostos químicos que se caracteriza
pela síntese e produção industrial de produtos químicos de altíssimo valor agregado em
pequena quantidade. A química fina produz os chamados produtos químicos finos, que são
substâncias químicas puras, simples que são produzidas comercialmente com reações
químicas emaplicações altamente especializadas. Produtos químicos finos produzidos podem
ser classificadas em ingredientes farmacêuticos ativos e seus intermediários (fármacos),
biocidas e produtos químicos especiais para aplicações técnicas. Muita relacionada com a
industria farmoquimica.

1.1 O que é a Indústria Farmoquímica

Os

produtos

químicos

(incluindo

os

bioquímicos)

queapresentam

atividade

farmacológica são considerados farmoquímicos. Recentemente, a Agência Nacional de
Vigilância Sanitária (Anvisa), em tradução direta da expressão inglesa active pharmaceuticals
ingredients (APIs), oficializou a expressão insumos farmacêuticos ativos (IFAs) para designar os
farmoquímicos.
A expressão princípios ativos (para medicamentos) é também usada como sinônimo defarmoquímicos. O uso duplo da palavra fármaco usado ora para designar farmoquímicos ora
para designar medicamentos, justifica-se, pois, segundo o Dicionário Aurélio, ela se origina de
duas palavras gregas muito semelhantes: phármakon (medicamento) e phármacon (substância
química usada como medicamento). Assim, as palavras farmoquímico e fármaco (no sentido de
substância química usada comomedicamento) e as expressões princípio ativo (para
medicamento) e insumo farmacêutico ativo (IFA) são equivalentes; contudo, afigura-se que a
palavra farmoquímico, por sua simplicidade e força etimológica, é a mais representativa para o
assunto em pauta.

5

Os farmoquímicos, para ilustrar a abrangência do termo, podem ser obtidos por
processos extrativos, nos reinos animal (ex.: heparina),mineral (ex.: cloreto de sódio) e vegetal
(ex.: rutina). Podem, ainda, ser obtidos por síntese química (ex.: omeprazol), por processos
biotecnológicos clássicos, como fermentativos (ex.: penicilina) e enzimáticos (ex.: amoxicilina).
Podem ser obtidos ainda por processos biotecnológicos modernos (ex.: alfainterferona).
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o arsenal terapêutico abrange...
tracking img