Industria cultural os conceitos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2283 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ARTIGOS
A INDÚSTRIA CULTURAL INVADE A ESCOLA BRASILEIRA
ELIZIARA MARIA OLIVEIRA MEDRANO* LUCY MARY SOARES VALENTIM * *

RESUMO: Este artigo trata de uma das variáveis presentes no meio escolar que a cada dia ganha mais espaço nas áreas sociais – a Indústria Cultural. Este termo conhecido desde 1947, através de Adorno & Horkheimer, com o lançamento da obra Dialética do Esclarecimento, denunciaque, nas relações de troca de mercadorias a que são reduzidas todas as relações sociais, o produto cultural perde seu brilho, sua unicidade, sua especificidade de valor de uso. Quando se transforma em um valor de troca, dissolve a verdadeira arte ou cultura. Palavras-chave: Indústria Cultural, Escola.

A Educação no Brasil tem sido alvo de muitos estudos e pesquisas no sentido de não sódescobrir seus problemas, mas, também, contribuir para a solução dos mesmos. Este trabalho procura revelar uma pequena parte da escola na sua imanência e levantar alguns pontos para reflexão dos educadores e interessados na educação brasileira. Segundo Otaíza de O. Romanelli (1986, p. 23), a educação no Brasil é profundamente marcada por desníveis e, por isso, a ação educativa se processa de acordo com acompreensão que se tem da realidade social em que se está submerso. Nesse processo, dois aspectos se distinguem: o gesto criador – que resulta do fato de o homem “estar-no-mundo e com ele relacionar-se” transformando-o e transformando-se; e o gesto comunicador – que o homem executa e, assim, transmite a outros os resultados de sua

* Psicóloga, membro do Grupo de Pesquisa “O PotencialPedagógico da Teoria Crítica”, PPGE, da UFSCar (coordenado pelos Profs Drs Bruno Pucci, Newton Ramos-de-Oliveira, Antonio A.S. Zuin e Renato Franco) e do Gepice (Grupo de Estudos e Pesquisa: Indústria Cultural e Educação) da Unesp/FCL/Ar, coordenado pela Profª Drª Leda Aparecida Pedroso. E-mail: eliziaram@hotmail.com ** Pedagoga, mestranda no PPGE da UFSCar, Área de fundamentos da educação; integrante dosgrupos de pesquisa: “O Potencial Pedagógico da Teoria Crítica”, UFSCar; e do Gepice da Unesp/FCL/Ar. Email: jalumatim@hotmail.com

Cadernos Cedes, ano XXI, nº 54, agosto/2001

69

experiência. Desta forma, na medida em que se transforma, pelo desafio que aceita e que lhe vem do meio para o qual volta sua ação, o homem se educa. É, portanto, no campo das relações e transformações sociais,apontado pela autora, que caminharemos no desafio de descobrir o que acontece na escola, que permite ao nosso aluno este exercício de se educar. Um primeiro aspecto a considerar, embora não seja novidade para quem já está inserido no meio educacional, é a existência das camadas dominantes que, com o objetivo de servir e alimentar seus próprios interesses e valores, organizam o ensino de formafragmentada. A história da nossa Educação está marcada por momentos em que, por puro interesse da burguesia, sofremos transformações no nosso sistema escolar, com o único objetivo de atender a tais interesses capitalistas. No aforismo O ensino na esteira de Ford, Ramos-de-Oliveira (1998, p. 21-22) revela-nos uma fotografia deste fato, mostrando que se faz “moderno” automatizar vários campos e atividades:Eis aí o ensino modernizado: grandes unidades para produção do conhecimento. Tudo segundo a ciência norte-americana pragmática e sistêmica: a escola é a grande caixa preta industrial, seu input são os alunos ignorantes, seus output são os alunos diplomados, ou melhor, alguns como produtos com o selo do controle de qualidade, outros destinados ao submercado ou simplesmente refugados. Estamosentrando no industrialismo moderno, na mecânica do fordismo.

Outra realidade que cerca a estrutura escolar é a política. Quem se aventura a entender a educação não poderá jamais ignorar as questões políticas envolvidas no processo educativo. Ela se apresenta como um jogo que procura mostrar uma realidade deformada, mais uma vez, pelos interesses dos poderosos, menosprezando o contexto social em...
tracking img