Impacto das espadas em cruz das almas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3343 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO



Nuzia Ramos Dias






Impacto Sociocultural e Econômico após a proibição das Espadas em Cruz das Almas




CRUZ DAS ALMAS - BA
2012
[pic]

Elenuzia Ramos Dias



Impacto Sociocultural e Econômico após a proibição das Espadas em Cruz das Almas

Pré-projeto de pesquisa apresentado aFaculdade Maria Milza, como requisito de avaliação parcial para obtenção de nota na disciplina História e Atualidade Econômica Brasileira, sob orientação da prof. Roque Sérgio Barbosa Ribeiro.


Cruz das Almas - BA
2012
SUMÁRIO




























INTRODUÇÃO



As festas juninas representam uma espécie de manifestação cultural que persiste na memória deseus adeptos nordestinos. A comemoração foi desenvolvida no intuito de adoração aos três santos católicos: Antonio, João e Pedro e vem sendo conservada pelos fieis,apesar das mudanças ocorrentes no contexto que envolve os festejos. A festa é caracterizada pela presença de pratos típicos, o tradicional forró, e a prática da queima de fogueiras e fogos de artifícios.
Na cidade de Cruz das Almasessas praticas foram incrementadas através da queima das espadas, tornando-se uma forte manifestação dos moradores sem distinção de classes sociais, no qual implantaram a tradicional “guerra de espadas” que no decorrer do tempo foi constituindo numa espécie de atrativo festivo para o município,contribuindo desta forma com o desenvolvimento da cidade por abranger diversos aspectos como, atração edesenvolvimento turístico, tendo em vista essa tradição e que atravessa gerações, contribuição no melhoramento da renda da população devido a grande quantidade anualmente fabricada e comercializada, a busca pela sensação do bem estar que torna-se imprescindível na queima de espadas por adeptos.
O surgimento da denominada espada é algo incerto, porém estudiosos como Carvalho (2009), revelaalgumas informações a cerca deste instrumento, evidenciando que a mesma, antes de tornar-se conhecida pelos cruzalmenses e demais adeptos foi oriunda dos árabes e por muitos anos foi usada como material bélico e, posteriormente, como sinalizador de embarcações.
Desse modo a prática da queima de espadas vem sendo traduzida como uma manifestação cultural, pois envolve uma diversidade nosaspectos referentes aos agentes culturais delimitando-se suas condições econômicas e sociais.
Diante deste contexto a cidade de Cruz das Almas ficou conhecida e vem sendo divulgada, através da realização dessas práticas juninas denominadas “Guerra de Espadas”, que foram desenvolvidas, formando uma série de dimensões culturais, simbólicas, sociais e econômicas.



1. OBJETIVO

Expor osimpactos culturais, sociais e econômicos causados pela proibição das espadas após o artigo 16 da lei 10826/03 do estatuto do desarmamento, sancionada pela Juíza Luciana Amorim Hora da vara criminal de Cruz das Almas- BA do dia 16 de Junho de 2011 e acatada a ação pública pelo promotor criminal do Ministério Público da Bahia (MP-BA) Christian Menezes sob pena que é de 3 a 6 anos de reclusão.2.OBJETIVO ESPECIFICO

• Salientar a importância do desenvolvimento dessa atividade para Cruz das Almas como grande estímulo econômico.
• Representar a manifestação dos populares diante do problema
• Impactos relevantes de conservação a cultura



3. JUSTIFICATIVA
Com a finalidade de atingir o objetivo dessa pesquisa, sobre os impactos econômicos que a proibição das espadas tem nocomércio de Cruz das Almas

4. PROBLEMA
A proibição baseou-se no risco a integridade física dos cidadãos cruzalmenses ,mas não cogitou a lesão econômica,cultural e social aos mesmos.

5.REFERENCIAL TEORICO

Espadas: patrimônio popular

A cidade


Com população de 60 mil habitantes, Cruz das almas é a terceira maior população do Recôncavo, e sua história é atrelada à...
tracking img