Iguinho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1371 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA ___ VARA CÍVEL DE PETROLINA-PE












Manassés Xavier, brasileiro, solteiro, professor, portador da cédula de identidade RG n 1111111111, e inscrito no CPF n 22222222222, residente e domiciliado na rua do Céu, número 1111, bairro nas nuvens, na cidade de Curaçá, no Estado da Bahia, por intermédio de seu advogado e bastante procurador abaixoassinado, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência propor:
DEMANDA DE ANULAÇÃO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA, CUMULADADO COM PEDIDO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS E REINTEGRAÇÃO DE POSSE
Em face de André Cerqueira, brasileiro, solteiro, advogado, portador da cédula de identidade RG n 3333333333, e inscrito no CPF n 444444444444, residente e domiciliado na Rua das nuvens, número 3333,Bairro do céu, na cidade de Petrolina, no Estado de Pernambuco e Willian Michael, brasileiro, solteiro, professor, portador da cédula de identidade RG n 55555555555, inscrito no CPF n 666666666, residente e domiciliado na rua da Amargura, número 5555, bairro das lamentações, Petrolina, no Estado de Pernambuco.



DOS FATOS


O senhor manassés Xavier, por morar na cidade de Curaçá- Ba, precisandode um veículo para o transporte de sua esposa, já que esta encontrava-se adoentada e necessitava fazer tratamento médico na cidade de Juazeiro- BA todas as quintas, procurou André Cerqueira para firmar um contrato de compra e venda cujo objeto era um automóvel Fiat Siena ano 2011.
O senhor Manassés Xavier mesmo encontrando-se em situação financeira complicada, por estar gastando muito com otratamento da sua esposa, fez um grande esforço e conseguiu juntar todo o dinheiro para a compra do automóvel a vista.
Após a plena realização do negócio em tela, havendo, inclusive, a devida transferência do carro no DETRAN, para o nome do aludido autor da demanda, ato que esteve de acordo com todos os ditames legais, Manassés deixou o automóvel nas mãos de André para que este realizasse a revisão doveículo, como anteriormente acordado entre as partes do referido contrato acima, para logo após poder ir buscar o carro na cidade de Petrolina-PE, pois aquele não queria correr o risco de transportar a sua esposa, já debilitada com a sua saúde, em um carro que pudesse trazer transtornos. Visto que, 15 dias depois, ao ir buscar o veículo, o senhor Manassés pode averiguar que, mesmo após ter efetuadoo pagamento e cumprido todas as suas obrigações presentes na realização do negócio, o senhor André, dizendo ter achado outro comprador disposto a pagar bem mais do que Manassés lhe pagou pelo carro, vendeu-o para este terceiro, tendo-lhe, inclusive, já até repassado o veículo àquele outro comprador, sendo o senho Willian Michael.
O senhor André, agindo com má-fé e na tentativa de ludibriar odemandante, veio com explicações descabidas sobre a transação ora feita com o senhor Willian, alegando até que esta tinha sido realizada dias antes da transferência do veículo do carro para o nome do senhor Manassés, insistindo na ideia de que o este ainda não tinha a propriedade do automóvel na época em que o contrato com Willian se perfez.
Na verdade, aproveitando-se da ignorância e da qualidadesimplória do autor o senhor André chegou a devolver os valores ora pagos por Manassés, tendo, ainda, pago a quantia de R$1.000,00 (mil reais) a título de compensação pelos transtornos causados, o que foi aceito de imediato por Manassés, já que este não se encontrava em uma boa situação financeira por conta da doença de sua mulher. Doença essa que ensejou a compra do aludido veículo por Manassés.
Osenhor Manassés, vendo-se prejudicado pela situação acima exposta, pela má-fé e ganancia do senhor André, veio propor tal demanda, na expectativa de que o poder Judiciário posso resolver esse impasse que acabou por lhe prejudicar.
Ora vossa excelência, fica a questão inusitada pairando, pode alguém se desfazer de um bem que não mais lhe pertence, mesmo que por um preço acima do valor acordado no...
tracking img