Igreja ortodoxa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1543 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Motivos do Cisma

Devido às grandes divergências politicas e culturais, deu-se um distanciamento entre as duas Igrejas cristãs . A divisão do Império Romano em oriental e ocidental originou as tensões entre as duas igrejas.

Por um lado, tendo o ocidente sido ocupado por povos barbáros (germanos) sofre influências alterando a sua cultura e forma de pensar, distanciando se assim dooriente que permaneceu desde sempre ligado à tradição da cristanidade helenística (Igreja da Tradição e Rito Grego). Outro motivo que leva o distanciamento das duas igrejas ocorreu quando os papas passaram a apoiar o Sacro Império Romano no oeste, em vez do Imério Bizantino do leste. Existiam tambem confrontos ao nível das doutrinas e da autoridade papal. A ideia de haver um chefe secular naposição de um papa provocou o descontentamento do Ocidente.

Durante o tempo do patriarca Fócio é usada a questao do “ fílioque” - o espirito santo procede do pai e do filho- como ponto de distanciamente. Este foi visto como uma grande ofensa aos olhos da parte oriental da igreja por duas razões : tomou-se como seu o direito de modificar uma formulação doutinal sem consultar um corpo celestial eeste acrescento manifesta uma divergência doutrinal sobre a natureza de Deus.



.

Comunhao de igrejas
 O cristianismo ortodoxo tem originalmente quatro sedes ou patriarcados, em Jerusalém, Alexandria, Antióquia e Constantinopla. Mais tarde, incorporam-se os patriarcados de Moscou, de Bucareste e da Bulgária, além das igrejas autônomas nacionais da Grécia, da Sérvia, da Geórgia,de Chipre e da América do Norte. Os graus de ordem dividem-se em diácono, padre e bispo. Os padres e diáconos recebem títulos honoríficos (arquimandrita, ecônomo, arquidiácono), que não conferem primazia espiritual nem administrativa. A escolha dos bispos é feita exclusivamente entre os monges. Os padres podem casar-se (antes da ordenação), mas não os monges, que se dedicam exclusivamente àoração.


Batismo

Os três sacramentos de iniciação cristã da Igreja Ortodoxa são : Batismo, Crisma e Primeira Comunhão. Estes três encontram-se ligados numa só cerimónia. É durante o período da infância que a criança é baptizada, confirmada e que recebe a primeira comunhão. “deixai vir a mim os pequeninos e não o impeçais; porque deles é o Reino dos Céus" (Mt. 19:14).

O baptismo éconstituído por duas partes importantes: a invocação do nome da Trindade e a Tripla emersão em água. Após ser mencionada cada pessoa da Trindade a criança é mergulhada na fonte sob a água. Porém, o cristianismo ocidental abandonou a práctica da imersão total da criança , sendo derramado apenas um pouco de água sobre a cabeça desta. Tal prática preocupou os ortodoxos que vêm a emersão comoessencial pois esta simboliza um enterro e uma ressureição com Cristo. Não havendo imersão o sacramento é destruído .

O perdão dos nossos pecados só é possível através do batismo (“nós nos pomos em Cristo”). Apenas um bispo ou um padre pode executar o Baptismo, contudo, em caso de emergência pode ser feito por um diácono. Ao contrário , da Igreja Católico-Romana só poderá batizar uma pessoa queseja baptizada.

Crisma

A criança ortodoxa é confirmada aseguir ao baptismo com um oléo especial que é ungido em várias partes do corpo, marcando-se o sinal da cruz. No momento da unção o padre diz : “O selo do dom e do Espírito Santo”.

Depois do Crisma a criança orotodoxa é levada à comunhão. Ao contrário da Igreja Católica-Romana que só dá a comunhão aos 6/7 anos , os ortodoxosrecebem os santos dons do corpo e do sangue de cristo logo aseguir ao baptismo e ao crisma.






Eucaristia

Hoje em dia a Eucaristia é celebrada na Igreja Oriental seguindo um de quatro diferentes ofícios:
|1. |A Liturgia de São João Crisóstomo |
| |A Liturgia de São Basílio...
tracking img