Homens e masculinidades

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 255 (63624 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
HOMENS E MASCULINIDADES:
práticas de intimidade e políticas públicas

Instituto PAPAI Gema/UFPE Promundo Margens/UFSC 2010

Comissão Científica
Dr. Aécio Matos (UFPE); Me. Alexandre Franca Barreto (UNIVASF); Dr. Benedito Medrado (UFPE) Dra. Betânia Ávila (SOS Corpo); Carlos Zuma (Noos); Me. Cláudio Pedrosa (Rheg); Me. Daniel da Costa Lima (ISER/RJ); Ma. Edna Granja (Papai/Gema); Dra.Elisiane Pasini (Themis); Dr. Felipe Rios (UFPE); Dr. Fernando Seffner (UFRGS); Dr. Jorge Lyra (Papai); Dra. Maria Juracy Toneli (UFSC); Dra. Karla Galvão (UFPE); Dra. Lady Selma (UFPE); Dr. Luiz Eduardo Batista (SP); Dra. Márcia Couto (USP); Dra. Márcia Longhi; Me. Marcos Nascimento (Promundo); Dra. Margareth Arilha (CCR; Nepo/Unicamp); Ma. Maria Lúcia Lima (UFPA); Dra. Marion Quadros (UFPE); Ma.Maristela Moraes (Papai); Dr. Parry Scott (UFPE); Dra. Paula Machado (UFRGS); Dr. Pedro Nascimento (UFAL); Me. Ricardo Castro (Papai); Dr. Ricardo Pimentel Méllo (UFCE); Dr. Romeu Gomes (Fiocruz/RJ); Ma. Sandra Umbehaum (FCC); Sérgio Barbosa (CES); Dr. Sérgio Carrara (UERJ); Dra. Sibelle Barros (ES); Sylvia Cavasin (ECOS); Thiago Rocha (Papai); Dr. Wagner Figueiredo; Dra. Zeidi Trindade (UFES).Apoio
CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; FACEPE – Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Fundação Ford; IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada; Ministério da Saúde/Área Técnica de Saúde do Homem; Ministério da Saúde/Área Técnica de Saúde da Mulher; Secretaria Especial de Políticas para as mulheres e UNFPA - Fundo de Populaçãodas Nações Unidas.

Colaboração
Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO); Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFPE; Rede de Homens pela Equidade de Gênero (RHEG); Fórum LGBT de Pernambuco.

Benedito Medrado, Jorge Lyra, Mariana Azevedo e Jullyane Brasilino Organizadores

HOMENS E MASCULINIDADES:
práticas de intimidade e políticas públicas

1ª edição

Recife/PE 2010 Recomendamos a reprodução, total ou parcial, desta obra, desde que não haja fins de lucro e que seja citada a fonte. Licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/deed.pt

H765

Homens e masculinidades: práticas de intimidade e políticas públicas/ organizado por Benedito Medrado, Jorge Lyra, Mariana Azevedo e Jullyane Brasilino – Recife: Instituto PAPAI, 2010. 184p; 16 X 23 cmInclui referências 1. Homens - Brasil. 2. Homens - condições sociais. 3. Paterndade. 4. Masculinidades. 4. Gênero. 5. Femuinismo. I. MEDRADO, Benedito. II. LYRA, Jorge. III. AZEVEDO, Mariana. IV. BRASILINO, Jullyane. V. Título. CDD 306.7.081 CIP-Brasil. Dados Internacionais de Catalogação na Publicação. Bibliotecário responsável: Thiago Rocha (Instituto PAPAI) CRB 4-1493

Homens emasculinidades: práticas de intimidade e políticas públicas Medrado, Lyra, Azevedo e Brasilino (org.)

Entre práticas de intimidade e políticas públicas. Entre políticas de intimidade e práticas públicas... À guisa de uma introdução
Benedito Medrado, Jorge Lyra, Mariana Azevedo e Jullyane Brasilino
Instituto PAPAI e Núcleo Gema/UFPE

Cidade e intimidade são conceitos mutuamente irredutíveis, porémradicalmente inseparáveis; ali onde não há política, não pode haver, em sentido estrito, intimidade; e ali onde a intimidade está ameaçada, estas ameaças expressam uma crise do espaço civil (Pardo, 1998). Para introduzir esta coletânea, escolhemos as provocantes palavras do filósofo Jose Luis Pardo (1998)1, originalmente publicadas em texto cujo curioso título é “Politicas de la intimidad: ensayos sobrela falta de excepciones”. Sem querer fazer aqui uma distinção inequívoca entre privado e público, convidamos o leitor a pensar estes campos simbólicos e materiais como espaços em que se forjam masculinidades e feminilidades, em que se constroem estratégias de opressão, mas também de libertação. Os textos que compõem esta coletânea foram produzidos para alimentar os debates durante o 6º Seminário...
tracking img