Homens bons, religiosos mau

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (592 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
No judaísmo contemporâneo de Jesus, o fariseu representava uma facção austera, conservadora, dogmática. Embora tenham sido execrados como ícones da demagogia religiosa, é preciso todo cuidado paranão discriminá-los. Não devemos generalizar, nem quando se trata de uma seita rotulada a priori como falsa. Sim, é verdade, Jesus denunciou que eles estavam fermentados pela hipocrisia. Contudo, torna-senecessário também reconhecer que mesmo em uma instituição religiosa adoecida, joio e trigo convivem juntos.
Hipocrisia, no contexto dos fariseus, significa falsidade, dissimulação, merarepresentação, incoerência. Um hipócrita religioso, então, seria alguém que prega, mas não vive – um santarrão público, pecador de bastidores.
Existe, todavia, outra possibilidade de entender a hipocrisia,percebendo a incoerência dos fariseus em sentido inverso. Eles se mostravam bons quando se distanciavam dos espaços religiosos, mas se comportavam como gente horrorosa, quando investidos nas funçõessacerdotais. O farisaísmo tipificou um clero perverso nos conclaves e dóceis na vida privada.
Jesus lidou com os fariseus em ambientes distintos. Nas refeições, nas conversas em “off”, eram afáveis, curiosose abertos para o diálogo. Contudo, no instante em que se reuniam para deliberar sobre seus interesses religiosos se transformavam em pessoas temíveis. Jesus nunca evitou encontrar-se com qualquerfariseu fora do templo. E não há registro de ele comparecer a qualquer assembleia oficial da seita.
O sumo sacerdote Caifás não devia ser tão ruim quando brincava com os netos, mas na hora em queassumia as funções de chefe do templo revelava-se um facínora. Caifás foi capaz de conspirar na morte de um homem bom.
Conheço líderes religiosos cordatos e amigáveis, mas só se rodeados de filhos e netos.Desfrutei da intimidade de alguns e testemunho que foram companhias agradabilíssimas, desde que em ambientes não-religiosos. Os mesmos, vestidos em hábitos clericais, assustam. Reencontrei...
tracking img