Holocausto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5549 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Durante os séculos VI e V a.C., a civilização persa viveu um processo de ampliação territorial graças à ação militar de
vários de seus reis. Ciro, Cambises e Dario I empreenderam a anexação de diversas áreas da Ásia Menor, até se aproximar de
cidades formadas pelos gregos. Inicialmente, a relação entre os povos da Grécia Asiática e os persas foi marcada por uma
relativa estabilidade. Contudo,a adoção de uma política de exploração deu início a uma série de conflitos que inauguraram
as Guerras Médicas.

Em um primeiro momento, entre 500 e 494 a.C., algumas cidades jônias resolveram se rebelar contra as imposições persas com
o apoio militar dos atenienses. Logo em seguida, Dario I decidiu organizar tropas que invadiram a Grécia Continental com o
objetivo de rebater a ofensivaateniense. A primeira tentativa dos persas, ocorrida em 492 a.C., foi frustrada com um
forte temporal que atingiu parte dos navios persas. No entanto, em 490 a.C., os persas organizaram uma nova tentativa de
invasão.

Dessa vez, utilizando um contingente com mais de 50 mil soldados, os persas conseguiram dominar diversas cidades da Grécia
Continental. Atenas e Esparta foram as duas únicascidades-Estado que resolveram resistir ao avanço do poderoso exército
persa. Sob a liderança de Milcíades, os atenienses organizaram uma ofensiva realizada no exato momento em que os persas
desembarcaram na planície de Maratona. Mesmo com um contingente muito menor, os atenienses conseguiram vencer os persas
nesta batalha.

Após essa primeira vitória dos gregos, as tropas atenienses retornaram parasua cidade natal tentando abafar um outro
batalhão persa que se dirigia para lá. Mais uma vez, os atenienses conseguiram vencer os persas e, com isso, alcançaram
grande prestígio militar entre os povos gregos. Após essas vitórias, o governo ateniense investiu na ampliação do poder
naval da cidade e na ampliação do porto do Pireu. Enquanto isso, Dario passou a preparar uma tentativa de invasãoainda
maior.

O rei persa acabou morrendo antes de empreender uma nova ação militar contra os gregos. Essa tarefa acabou sendo assumida
pelo seu filho Xerxes, que promoveu uma nova invasão à Grécia no ano de 480 a.C.. Dessa vez, a ofensiva persa contou com o
apoio dos cartagineses, que se comprometeram a lutar contra as colônias gregas localizadas no sul da Península Itálica. Em
contrapartida,diversas cidades gregas se uniram para a luta contra o Império Persa.

O primeiro confronto entre persas e gregos ocorreu no desfiladeiro de Termópilas, onde um grupo de soldados espartanos
tentou resistir à invasão persa. Mesmo não conseguindo abater seus inimigos, a resistência oferecida pelos espartanos
ofereceu tempo hábil para que os militares atenienses pudessem organizar a fuga dapopulação. Após incendiarem uma Atenas
completamente abandonada, os persas foram atraídos até o canal de Salamina, onde as forças gregas esperavam derrotar o
grande poderio naval dos persas.

Utilizando de uma ardilosa estratégia de guerra, os gregos conseguiram sucessivas vitórias contra os persas nas batalhas
de Salamina, Platéia e Micala. Com essas sucessivas vitórias, os gregos conseguiramimpedir a invasão dos persas à Grécia
Continental, bem como recuperaram a autonomia política das cidades localizadas na Ásia Menor. Sob a liderança dos
atenienses, a Pérsia foi finalmente derrotada com a assinatura do Tratado de Susa, estabelecido em 448 a.C..
Por Rainer Sousa



Chamam-se Guerras Médicas ou Guerras Greco-Persas[1] aos conflitos bélicos entre os antigos gregos e o ImpérioPersa
durante o século V a.C..
As Guerras Médicas ocorreram entre os povos gregos (aqueus, jônios, dórios e eólios) e os medo-persas, pela disputa sobre
a Jônia na Ásia Menor, quando as colônias gregas da região, principalmente Mileto, tentaram livrar-se do domínio persa.
Esta região da Jônia era colonizada pela Grécia, mas durante a expansão persa em direção ao Ocidente, este poderoso
império...
tracking img