Historia urbana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1341 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha: História Urbana, de Ronald Raminelli

RAMINELLI, Ronald. História Urbana. IN Domínios da História. Ensaios de teoria e metodologia. 5ª Edição. Editora Campus. Rio de Janeiro. RJ. Brasil. 1997
            O historiador Ronald Raminelli é mestre e doutor pela Universidade de São Paulo e atua como professor na UFF, do Rio de Janeiro. É autor de diversos livros e artigos sobrehistoriografia e o período colonial brasileiro.
Os primeiros estudos sistemáticos sobre a cidade se desenvolvem durante a Revolução Industrial do século XIX, quando um grande caos urbano toma conta de cidades como Londres e Paris. Esses primeiros estudiosos refletiam sobre o passado da cidade, suas formas de ordenamento e suas funções ao longo do tempo. O autor referencia alguns autores que sededicaram ao estudo das cidades.
Fustel de Coulanges, famoso pela sua obra A Cidade Antiga é considerado o primeiro autor moderno a se dedicar ao estudo da cidade. Sua principal preocupação nesse estudo é com a organização das cidades-estado, traçando uma evolução do ordenamento social, a partir da família até a polis, passando pela aldeia. Sua tese central é que a sociedade grega se desenvolve apartir da família e necessita da polis para atingir seu estágio superior de evolução.
Gustave Glotz, autor da obra A cidade grega, desenvolve uma teoria que discorda em vários pontos da obra de Coulanges. Para Glotz, as organizações sociais primitivas, como a família, possuem crenças diferentes das necessárias para o desenvolvimento da polis. Ele entende que a evolução política e urbana nomundo grego se deu a partir de um individualismo crescente, uma vez que ele defende que a cidade grega cresceu lutando contra os génos, a favor do fim de uma servidão patriarcal. Assim, a onipotência das cidades e as liberdades individuais não constituiriam oposições uma à outra.
Max Weber, partindo de uma outra linha de estudo sobre o fenômeno das cidades, relaciona seu desenvolvimentorelacionando política e economia, trabalhando com tipos sociais para a elaborar um estudo comparado entre cidades de diversos locais e períodos históricos, ressaltando as peculiaridades de cada uma delas, trabalhando com o tempo sincrônico, e deixando a diacronia em segundo plano. Para Weber, a cidade constitui um aglomerado humano com a onipresença de trocas comerciais, capazes de prover o sustentoe a existência de seus habitantes.
Henri Pirenne, renomado historiador belga, foi, através de seus trabalhos, responsável pela difusão do estudo do fenômeno urbano com ênfase nos aspectos econômicos. Pirenne retorna, em sua obra As cidades da Idade Média à questão clássica que versa sobre qual seria o significado da palavra “cidade”. As teorias e argumentações apresentadas por Pirennedefendem uma relação econômica que apresenta o feudalismo como responsável pela decadência da vida urbana, e o surgimento do capitalismo como elemento catalisador do ressurgimento das cidades.
Moses Finley ironiza as teses de Pirenne, dizendo que os aspectos econômicos por ele abordados criam uma imagem de “naturalização” dos processos sócio-econômicos, comandado pelos mercadores. Robert Lopeztambém faz críticas contundentes às teses de Pirenne, partindo de pressupostos empíricos, como o afluxo das famílias nobres para os centros urbanos, onde atuam como comerciantes, e certas atitudes planejadas pelo rei da Espanha no sentido da organização nas cidades.
Maurice Dobb também faz críticas ao trabalho de Pirenne, apresentando como argumentação a origem feudal da grande maioria dascidades européias, não representando assim oposição campo cidade. Também argumenta que a relação entre as cidades e o capitalismo, na forma dos comerciantes, não representam uma binômio, posto que muitas das relações comerciais, ao invés de promover o aumento da mão-de-obra assalariada, traz um recrudescimento da servidão.
Mais recentemente, o estudo dos centros urbanos passou a contemplar...
tracking img