Historia do tabaco no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2497 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO

A enfermagem, como uma profissão crucial para a construção de uma assistência qualificada em saúde, vem acompanhando profundas e importantes mudanças nas relações sociais e políticas, no campo tecnológico, nas relações interpessoais, principalmente na maneira de organizar os serviços e responder às novas demandas gerenciais e científicas (DUARTE & ELLENSOHN, 2007).
Asistematização da assistência de enfermagem, enquanto processo organizacional é capaz de oferecer subsídios para o desenvolvimento de métodos interdisciplinares e humanizadas de cuidado (ERDMANN, 1996).
A resolução COFEN 272/2002 conceitua a Sistematização da Assistência de Enfermagem como:
(...) atividade privativa do enfermeiro, utiliza método e estratégia detrabalho científico para a identificação das situações de saúde/ doença, subsidiando ações da assistência de enfermagem que possam contribuir para a promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde do indivíduo, família e comunidade (...)


A primeira etapa realizada para implementação do SAE é a elaboração e apresentação de um projeto para a direção do hospital. Tal projeto deveprever a melhoria na assistência de enfermagem e também benefícios econômicos para o hospital. Através da assistência qualificada, o hospital pode reduzir gastos com insumos, tempo de permanência dos clientes internados, evitar contaminações e aumentar a rotatividade de leitos, onde tais ações são normalmente embasadas na teoria das Necessidades Humanas Básicas de Wanda de Aguiar Horta. Tal teoriadivide o processo de enfermagem em seis fases inter- relacionadas: histórico, diagnóstico de enfermagem, plano assistencial prescrição, evolução e prognóstico de enfermagem (HORTA, 1979).
Entende-se por sistematização da Assistência de Enfermagem como um instrumento de humanização do trabalho profissional onde as áreas profissionais possuem um conjunto de saberes identificado com valores ecrenças que o identificam (CIANCIARULLO et. al, 2001)
A Sistematização da assistência de enfermagem (SAE), na sua essência, deve ser uma norteadora e facilitadora do trabalho do enfermeiro, porém na prática sua utilização tem sido realizada de forma parcial ou, quando usada na sua totalidade, esta se dá exclusivamente no meio acadêmico quando se trata de aplicar todas as suas fases: histórico,diagnóstico, intervenção, implementação, evolução e avaliação. No aspecto profissional, em vários serviços, a SAE é aplicada somente parcialmente.
Na instituição em questão, a Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) o modelo é baseado na Teoria de Enfermagem das Necessidades Humanas Básicas de Wanda de Aguiar Horta e na utilização da Classificação de Diagnósticos da North AmericanNursing Diagnosis Association – International (NANDA). Para aplicação da teoria na prática foi utilizado um método científico denominado Processo de Enfermagem (PE), compreendido em etapas interdependentes.
O processo de sistematização e um processo aberto evolutivo que visa atender as necessidades humanas em sua essência, estando susceptível a mudanças e adaptações necessárias para umaassistência individualizada.
O prontuário do paciente é importante veículo de comunicação no meio hospitalar, podendo ser definido como um conjunto de documentos padronizados e organizados onde são registradas as ações prestadas ao cliente durante a sua internação hospitalar (RIOLINO & KLIUKAS, 2003).
A importância das anotações contidas no prontuário vai além de possibilitar efacilitar as decisões e condutas no que diz respeito a assistência ao cliente. Auxiliam também os setores administrativos, como o faturamento, planejamento e custos; fornece dados para investigações e estatísticas. É ainda instrumento para educação profissional e suporte legal quando questionamentos jurídicos ou processuais são feitos acerca de condutas multiprofissionais (FERNANDES et AL, 2001)...
tracking img