Historia da moda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4451 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os Etruscos
• Os etruscos apareceram na Itália, no que hoje é a Toscana, no fim do século VIII a.C.

• Podem ser considerados os antecessores dos romanos, que deixaram fortes marcas nos povos da Península Itálica.

• Por não terem a escrita, o conhecimento de sua cultura veio pela iconografia, especialmente pinturas realistas que decoravam suas tumbas e cemitérios (Triclínio,Tarquínia, Cere).


• Acredita-se que esse povo tenha vindo de migrações da Ásia Menor. Isso fica claro até mesmo na indumentária local, visto que inúmeras imagens nos mostram nítidas referências orientais, além de alguns traços das roupas gregas.

• Havia algumas semelhanças entre as roupas de ambos os sexos, porém elas apresentavam diferenças não só na forma como também no comprimento.• Os homens usavam uma túnica (costurada) e, por cima, drapeada nos ombros e no tórax, a tebena, tipo de capa em formato semicircular, retangular ou mesmo semelhante a uma lua crescente.


• Pode-se até considerar que essa capa tenha sido a que originou a peça que será a mais característica da indumentária grega: a toga.


• As túnicas longas eram usadas por ambos os sexos,ao passo que as curtas apenas os homens vestiam. Era comum utilizarem cores em seus tecidos, assim como adornar as bordas das tebenas.


• As mulheres, que sempre vestiam suas túnicas longas e justas (com meia manga e às vezes aberturas nas costas), também as adornavam com cercaduras decorativas, e o manto, semelhante à capa masculina, podia ser passado sobre a cabeça.


• Os homenscalçavam botas com os bicos ligeiramente levantados (hitite), de influência oriental, e sandálias, de influência grega.


• Sandálias de tiras, sapatos com cortes e botas de amarrar surgiram na Etrúria no século 4 a.C. e representavam contatos que foram estabelecidos com outras pessoas ao redor da bacia mediterrânea.


• Uma grande característica da indumentária etrusca foi ajoalheria. Essas peças de metal e pedras preciosos (tais como alfinetes, colares, braceletes, anéis, fivelas, coroas e outras até mesmo com o caráter de proteção, são verdadeiros objetos de arte, que demonstram apurado domínio de técnica aliado ao extremo bom gosto.




Idade Média

Bizâncio


Roma estava enfraquecida e a capital do império foi transferida para uma antiga colônia gregasituada em Básforo, que se chamava Bizâncio, e cuja capital passou a ser Constantinopla no século IV. Com o passar dos anos, já no final deste século, o império foi dividido em Império Romano do ocidente e do oriente. A região oriental estava mais fortificada em razão de diversos fatores socioeconômicos-culturais, além da situação geográfica privilegiada, servindo de entreposto entre o Oriente e oOcidente.
O apogeu da cultura bizantina ocorreu no século VI durante o governo do imperador Justiniano, cuja esposa era Teodora. A religião vigente era a cristã, todavia se distanciando consideravelmente da Igreja Romana e, em meados do século XI, houve de fato a cisão entre a cristandade católica romana e a ortodoxa oriental.
O Oriente estava em condições gerais bem superiores às doocidente, principalmente no que diz respeito à economia. O luxo oriental sempre foi mais ostensivo do que o ocidental e, em Bizâncio, não era diferente.
No que se refere às roupas locais, nunca na história da indumentária houve uma aproximação tão grande entre roupas civis e religiosas (sendo o próprio imperador um rei-sacerdote, vice-rei de cristo na Terra).
A seda foi o principaltecido utilizado em Bizâncio, tendo a sua produção se desenvolvido no próprio império, não sendo preciso, com isso, importá-la da Índia ou da China. Sua fabricação era monopólio do governo. Esse tecido normalmente só poderia ser utilizado pelos altos funcionários da corte, e os tecidos mais opulentos e suntuosos eram de uso exclusivo da família imperial. Como se não bastasse todo esse esplendor,...
tracking img