Hiperadrenocorticismo, diabetes melitus e hipotireoidismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2507 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO GRANDE RIO
MEDICINA VETERINÁRIA








ISABELA COSTA SIMÕES HUGUET










HIPERADRENOCORTICISMO, DIABETES MELITUS E HIPOTIREOIDISMO

















RIO DE JANEIRO

15 DE ABRIL, 2013
ISABELA COSTA SIMÕES HUGUET









HIPERADRENOCORTICISMO, DIABETES MELITUS EHIPOTIREOIDISMO









Trabalho a ser apresentado à Professora Cristiane Milward como requisito para a nota da matéria Clínica Médica e Cirurgica de Animais de Guarda e Companhia, disciplina do curso Medicina Veterinária da faculdade Unigranrio.














RIO DE JANEIRO
15 DE ABRIL – 2013
1. INTRODUÇÃO

Ohiperadrenocorticismo (HAC) ou Síndrome de Cushing é uma das endocrinopatias mais comumente diagnosticadas em cães e está associada com a produção ou administração excessiva de glicocorticoides (ROSA et al., 2011). Já no gato é uma doença rara, no entanto, é uma síndrome extremamente debilitante nesta espécie e que apresenta uma elevada taxa de mortalidade (RAMOS, 2011).
Diabetes mellitus é dasendocrinopatias mais comuns em animais de guarda e companhia e pode ser fatal se não for diagnosticada e adequadamente tratada. A deficiência de insulina que ocorre no diabetes mellitus é resultado da incapacidade das ilhotas pancreáticas em secretar insulina e/ou de ação deficiente da insulina nos tecidos (FARIA, 2007).
O hipotireoidismo é uma doença multissistêmica caracterizada pela baixa produção dehormônios tireoidianos. Pode ocorrer a partir de uma falha em qualquer ponto do eixo hipotalâmico-hipofisário-tireóide.
Relatos mostram que estas doenças podem estar relacionadas, essa relação será analisada no presente trabalho, através de aspectos da fisiopatogenia das doenças e da fisiologia do sistema endócrino.











*

2. FISIOPATOGENIA

2.1Hiperadrenocorticismo
A hipersecreção pelo córtex adrenal causa uma cascata complexa de efeitos hormonais chamada de Síndrome de Cushing. A maior parte das anormalidades desta síndrome se deve à quantidade anormal de cortisol, mas a secreção excessiva de andrógenos também pode causar importantes efeitos. Este excesso de cortisol pode ocorrer secundariamente à administração crônica deglicocorticóides exógenos, designando-se esta forma por hiperadrenocorticismo iatrogênico, ou pode ocorrer de forma natural, sendo esta forma designada por hiperadrenocorticismo espontâneo.
O HAC espontâneo é uma doença de cães de meia idade e mais idosos tipicamente em cães com 6 anos ou mais. As raças mais predispostas são todos os tipos de Poodle, Dachshund, varias raças de Terrier, Pastor Alemão, Beagle eLabrador, mas as raças Boxer e Boston Terrier também podem apresentar.
Os sinais clínicos em geral são abdômen pendular e distendido, alopecia bilateral simétrica, pelo opaco e seco, pele fina, hiperpigmentação, polifagia, poliúria, polidipsia, aumento de peso, dificuldade respiratória.
Vários procedimentos laboratoriais auxiliam no diagnóstico do HAC. O diagnostico definitivo baseia-se nahistória clínica, achados do exame físico, hemograma, exame de urina, estudos de bioquímica sérica, radiografia e testes de função adrenal. Os testes mais comumente realizados para confirmar o HAC são os de supressão com baixa dose de dexametasona e o de estimulação pelo ACTH. Depois de diagnosticado, devem ser realizados testes diferencias para identificação da causa para determinar o melhortratamento e prognóstico. Os testes incluem: teste de supressão em altas doses de dexametasona e a determinação da concentração endógena basal de ACTH.
Atualmente o fármaco de escolha para o tratamento de clinico do HAC espontâneo é o Mitotano, que provoca necrose seletiva das zonas do córtex adrenal. Porém outros fármacos como cetoconazol e L-Deprenil vem sendo utilizados com bons resultados.
O...
tracking img