Higiene ocupacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1277 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
HIGIENE OCUPACIONAL - ASPECTOS HISTÓRICOS

Vamos deixar a conceituação da Higiene Ocupacional para mais adiante. Deixemos que o leitor mesmo construa sua conceituação, a partir deste histórico. Ele é uma adaptação sintética de um primoroso texto de Vernon Rose.
Os acidentes e as doenças na luta pela sobrevivência se confundem com a própria história da humanidade. Na evolução da existênciahumana, nossos ancestrais passaram por riscos em diferentes situações, do homem da pedra ao operador de telemarketing. A sobrevivência, que inicialmente era uma luta contra os elementos e a busca direta pela comida, foi se sofisticando até hoje, onde essa luta continua, através do trabalho. As situações de trabalho também mudaram muito, mas continuamos convivendo com os riscos de acidentes e doenças,que desejamos controlar.
É um interessante resumo dos riscos ao longo do tempo, e da gradual percepção que o homem foi tendo dos problemas ocupacionais e do seu controle.
Como situar a higiene ocupacional? A identificação da origem temporal da prática da higiene ocupacional é difícil, ou impossível.
Os cronistas dos riscos ocupacionais ao longo da história, que podem ser considerados seusprecursores, foram vários. Do quadro da pg. 05, podemos destacar:

• Agricola, em 1556, descreveu as doenças e acidentes na mineração, fundição e refino de metais, incluindo medidas de controle, incluindo ventilação.
• Plínius Secundus (Plínio, o Velho), antes ainda, no século I, escreveu que os fundidores envolviam as faces com bexigas de animais, para não inalar as poeiras fatais
• Outros, que(apenas) identificaram os problemas, merecem menção, como Hipócrates (séc. IV aC), com as primeiras menções de doenças ( intoxicações por chumbo)
• Também deve ser lembrado o trabalho de Bernardino Ramazzini(1713), um tratado completo de doenças das ocupações de usa época.
As observações médicas, de Hipócrates a Ramazzini e estendendo-se ao século XX, da relação entre trabalho e doença, são comoque precursoras desta ação.
As leis reativas ao desastre ocupacional que foi o início da revolução industrial trataram de tentar disciplinar o combate aos novos perigos do trabalho. O “Factory Act” de 1864 requeria o uso de ventilação diluidora para reduzir os contaminantes , e o de 1878 especificava o uso de ventiladores para exaustão.
O divisor de águas para higiene e a medicina industriaisveio com Factory Act britânico de 1901, que iniciou a regulamentação das ocupações perigosas.
As regulamentações criaram ímpeto para a investigação dos riscos dos locais de trabalho e fiscalização de medidas de controle.
Tem sido sugerido, também, que a higiene ocupacional não emergiu como um campo individualizado de atuação até que as avaliações quantitativas do ambiente tornaram-se disponíveis.Nos Estados Unidos, destaca-se em 1910 a Dra Alice Hamilton, como pioneira no campo da doença ocupacional, campo que era totalmente inexplorado até então. O seu trabalho individual, que compreendia não só o reconhecimento da doença, mas a avaliação e o controle dos agentes causadores, deveria ser considerado como um dos marcos do início da prática da higiene industrial, nos EUA.
Se entendermos afilosofia básica da higiene ocupacional - a proteção da saúde e do bem estar de trabalhadores através da antecipação, reconhecimento, avaliação e controle dos riscos oriundos do ambiente de trabalho - podemos imaginar que certamente sua presença ocorreu através da História...
Começou quando uma pessoa reconheceu um risco ambiental e tomou providências não só para si, mas também para oscompanheiros. Esta é a origem e a essência da atuação em Higiene Ocupacional(HO).
Como tônica da parte mais recente da cronologia do quadro a seguir, é importante acompanhar o desenvolvimento da disciplina nos EUA, pois coincide basicamente com o desenvolvimento da própria Higiene Ocupacional, não só em termos de progresso tecnológico mas também como atuação técnico-legal e das organizações públicas....
tracking img