Hemodialise

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6644 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo

51

Diálise Peritoneal
Roberto Pecoits-Filho

INTRODUÇÃO/HISTÓRICO A MEMBRANA PERITONEAL Anatomia do peritônio Fisiologia do peritônio durante a DP Patofisiologia do peritônio durante a DP SELEÇÃO, INDICAÇÕES E CONTRA-INDICAÇÕES CATETERES, IMPLANTE E PERÍODO DE ADAPTAÇÃO Implante do cateter Preparo pré-implante Período pós-implante Período de adaptação MODALIDADES DE DPADEQUACIDADE

COMPLICAÇÕES Complicações infecciosas Peritonite Infecção de saída de cateter Falha de ultrafiltração Complicações mecânicas Complicações metabólicas GRUPOS ESPECIAIS DE PACIENTES NOVAS SOLUÇÕES DE DIÁLISE PERITONEAL E PERSPECTIVAS FUTURAS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ENDEREÇOS RELEVANTES NA INTERNET

INTRODUÇÃO/HISTÓRICO
A Diálise Peritoneal Ambulatorial Contínua (DPAC) é um método dediálise que usa o peritônio como membrana semipermeável para a depuração de toxinas urêmicas variadas. A diálise peritoneal (DP) adequada mantém o paciente portador de insuficiência renal crônica sem sintomas através da reposição parcial da função desempenhada pelos rins saudáveis. A diálise peritoneal remove solutos acumulados no sangue, como uréia, creatinina, potássio, fosfato e água, para odialisado infundido na cavidade peritoneal. A membrana peritoneal, funcionando como um equivalente “natural” do capilar de hemodiálise, regula a troca de água e solutos entre os capilares do interstício peritoneal e o líquido de diálise infundido na cavidade peritoneal. A experiência inicial no tratamento da uremia pela diálise peritoneal ocorreu em 1923 com a instilação na cavi-

dade peritoneal deuma solução salina para manejo de um paciente com insuficiência renal aguda. Foi, no entanto, apenas em 1962 que Boen e cols., em Seattle, relataram a tentativa de uso da diálise peritoneal no manejo da insuficiência renal crônica. Peritonites e aderências que bloqueavam a via de introdução do cateter foram responsáveis pelo insucesso do programa. Em 1976, Popovich e cols. submeteram à AmericanSociety for Artificial and Internal Organs um resumo da “diálise peritoneal equilibrada”, denominação modificada em 1978 para “diálise peritoneal ambulatorial contínua” ou DPAC. Inicialmente aplicouse nos Estados Unidos a técnica utilizando-se frascos de vidro, mas Oreopoulos e cols. em 1978, através da disponibilidade da solução de diálise em bolsas plásticas no Canadá, que tornaram a técnica maisfácil e com menor incidência de peritonites. A história da DPAC foi recentemente revisada por Oreopoulos.1 Atualmente, a DPAC é considerada um método dialítico equivalente à hemodiálise, além de representar uma alternativa de tratamento.2

920

Diálise Peritoneal

Estima-se que cerca de 110.000 pacientes se beneficiem deste tratamento em todo o mundo, representando cerca de 20% da populaçãoem diálise. Atualmente, no Brasil, o número de pacientes em CAPD chega a 3.800, o que representa 13% da população dialítica.3

A MEMBRANA PERITONEAL Anatomia do Peritônio
O peritônio é uma membrana serosa que recobre as vísceras, forma o mesentério que fixa as alças intestinais e estende-se pela parede abdominal, cobrindo-a totalmente. Delimita um espaço fechado que em condições fisiológicascontém 100 ml de um líquido lubrificador. Uma camada única de células mesoteliais, tecido conjuntivo, vasos sanguíneos e linfáticos forma a estrutura da membrana, que possui uma área total no adulto equivalente à superfície cutânea. Um corte sagital da cavidade peritoneal é mostrado na Fig. 51.1.

Fisiologia do Peritônio Durante a DP
Existem dois mecanismos de transporte peritoneal de água esolutos: a difusão e a ultrafiltração. A difusão é um processo de transporte de soluto induzido pelo seu gradiente de concentração através da membrana peritoneal. A ultrafiltração é um processo de transporte de solvente induzido, no caso da diálise peritoneal, pelo gradiente osmótico gerado pela alta concentração de glicose na solução de diálise. O processo de ultrafiltração é acompanhado pela...
tracking img