Hemocultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1272 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de agosto de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
HEMOCULTURA
Alana Weiss, Elisa Valeze, Mitsuê Costa, Patrícia Pochapski, Tanara Arenhart
Centro Universitário Católica de Santa Catarina – Campus Joinville
Biomedicina 5ª fase – Disciplina de Microbiologia clínica



1 OBJETIVOS

Através desta aula prática, objetivou-se "simular" o exame de hemocultura através da inoculação de sangue total com EDTA no meio nutritivo BHI e também em duasplacas, uma contendo ágar sangue e outra ágar chocolate, por meio da técnica de esgotamento. Portanto, o objetivo principal desta simulação foi adquirir conhecimento à respeito do exame de hemocultura, que consiste em um exame bacteriológico no sangue, responsável por detectar a presença de bactérias ou fungos na corrente sanguínea.

2 INTRODUÇÃO TEÓRICA

2.1 HEMOCULTURA

Quandouma bactéria ultrapassa as barreiras normais do hospedeiro e das células do sistema reticuloendotelial, ela invade a corrente sanguínea ou os linfáticos, podendo rapidamente disseminar-se e causar bacteremia (presença de bactérias no sangue). A bacteremia pode ocorrer de forma transitória, intermitente ou contínua. Além disso, seus produtos metabólicos interagem com os mecanismos de respostainflamatória, podendo levar à septicemia e ao choque, que é uma das mais sérias complicações das doenças infecciosas.
Sendo assim, as bactérias responsáveis pela infecção sistêmica podem ser identificadas através da realização da cultura no sangue (hemocultura), sendo úteis no diagnóstico e na escolha da terapia. A hemocultura é um exame bacteriológico realizado em sua maioria em hospitais,com o objetivo de isolar e identificar microrganismos patogênicos presentes no sangue de pacientes que possuam suspeita de infecção.
Caso o resultado da hemocultura se mostre positivo, é necessário também realizar o antibiograma, para determinar os antimicrobianos eficazes para combater a bactéria em questão. Além disso, o resultado deste exame também é utilizado para diagnóstico dedoenças, como por exemplo: endocardite, meningite, pneumonia, entre outras.
Para a análise do exame, devem ser solicitadas duas amostras de hemoculturas no caso de infecções sistêmicas localizadas, e três frascos no caso de suspeita de endocardite, sempre de regiões distintas do corpo, sendo que a coleta deve ser realizada antes do início do tratamento com antibiótico, uma vez que o fármaco inibe ocrescimento e a proliferação das bactérias.
O material biológico utilizado pode ser sangue arterial ou venoso, aspirado de medula óssea ou de qualquer outro líquido biológico. Além desses, podem ser coletados também líquidos de cavidades fechadas para cultura de anaeróbios, sendo que o sangue é acondicionado em frascos contendo meios líquidos distintos, de acordo com o tipo de bactériaa ser investigada (aeróbia ou anaeróbia).
Depois de 24h da coleta, já é possível observar se há ou não a presença de bactérias. Caso haja, deve-se colocar o material em outros meios de cultura para identificar a espécie e, por conseguinte, deve-se realizar também o antibiograma, sendo que para a entrega do resultado final são necessários cerca de cinco dias.
A presençade crescimento bacteriano no sangue do paciente indica bacteremia e/ou septicemia, sendo que nas infecções hospitalares, os patógenos mais encontrados são: Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae, Pseudomonas aeruginosa e Enterococcus spp. Já nas endocardites, os agentes mais freqüentemente isolados correspondem aos Estreptococcus spp. alfa-hemolíticos ou mesmobeta-hemoliticos, assim como aos Staphylococcus aureus e aos estafilococos coagulase-negativos. Caso haja crescimento bacteriano, é necessário realizar outras provas bioquímicas para sua respectiva identificação.

2.2 ANTIBIOGRAMA

O princípio da técnica do antibiograma consiste no preparo de uma suspensão de bactérias de cultivo recente, seguida da inoculação desta suspensão na superfície de uma...
tracking img