Guia do alfabetizador

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1579 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A autora Miriam Lemle escreveu o livro “Guia teórico do Alfabetizador” para ajudar os professores a tratar de algumas dificuldades sobre a língua. Identificar e tratar essas dificuldades são fatores importantes para o educador trabalhar a alfabetização dos seus alunos. Miriam Lemle acredita que os professores das classes iniciais são os que enfrentam os maiores problemas linguístico. Esseprocesso de alfabetização é o que o aluno dará sequência por toda sua vida escolar.
No capitulo 2, “As capacidades necessárias para a alfabetização”, Miriam explica que os alunos precisam atingir algumas capacidades para aprender a ler e escrever.
A primeira é a capacidade de compreender a ligação simbólica entre letras e sons da fala e enxergar as diferenças entre as letras, para que deixem deser meros “risquinhos” pretos na página branca. Nessa fase a criança precisa compreender que aqueles risquinhos pretos são a representação do som da fala. Se o aluno não entender isso não conseguirá ler. A terceira capacidade é de ouvir e ter consciência dos sons da fala, pra saber distinguir as diferenças na língua. Saber ouvir é importante para o aluno usar a letra certa para representar o som. Aquarta capacidade é captar o conceito de palavra, que seria o casamento de sons e sentidos que utilizamos. Assim, há na prática escolar da alfabetização dois níveis de representação simbólica: representação de conceitos através de sons e a representação de sons através de letras e palavras. A quinta capacidade é reconhecer sentenças. De acordo com a autora, essa necessidade não precisa sercolocada logo no início, pois o aprendiz toma consciência do “funcionamento” das sentenças no decorrer de suas leituras.
Miriam apresenta no guia teórico sugestões de trabalho para resolver os problemas apresentados aos símbolos. A autora sugere que se trabalhem na escola alguns exemplos de símbolos (ex.: bandeira de países). Com relação ao problema da discriminação das formas das letras, a proposta daautora é fazer exercícios de desenho de pequenas formas (ex: círculos, traços etc.). Sobre a discriminação dos sons da fala, Lemle propõe a criação de palavras que começam com o mesmo som, de rimas, canções com repetições de sílabas etc. Tratando-se do problema consciência da unidade palavra, seria interessante dizer o nome de objetos que estão à vista, trabalhar com palavras novas etc.
Nocapitulo3, Miriam Lemle trabalhar a alfabetização. Ela fala sobre a ideia que os alunos tem que cada letra é símbolo de um som e cada som é simbolizado por uma letra. A partir daí, o problema reduz-se a lembrar que figura de letra corresponde a que tipo de som da fala.
Mas é de suma importância, que o alfabetizador tenha em mente as variedades existentes entre sons e letras, porque quando oaluno questionar sobre essas variedades, o professor tem que estar apto a explicar que a posição das letras nas palavras precisa ser levada em conta.
Miriam Lemle apresenta quatro etapas da alfabetização, que são as seguintes:
1º etapa: A teoria do casamento monogâmico entre sons e letras, que é o entendimento de que cada letra tem seu som e vice-versa. Mas a autora sugere que essa idéia sejausada por um curto espaço de tempo.
2º etapa: A teoria da poligamia. Onde o professor deve ajudar o aluno a perceber que em certas palavras, dependendo da posição da letra, o som não é fiel à mesma, como ocorre, por exemplo, com a letra “l” que em “lua” representa seu som real, mas, em sol apresenta o som de “U”. Dessa maneira, o aluno vai perceber que a ideia da monogamia é inviável, quando ateoria da poligamia é levada em conta.
3º etapa: As partes arbitrárias do sistema. Essa é a etapa que, segundo Miriam, dura toda a vida, porque todos nós temos momento de insegurança sobre a ortografia.
Miriam explica que, quando mais de uma letra pode, na mesma posição, representar o mesmo som, a opção pela letra correta em uma palavra é uma escolha arbitrária. É o que acontece, por exemplo,...
tracking img