Guerra de canudos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (289 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Em 1896 um problema comercial acerca de uma compra de madeira na cidade de Juazeiro deu motivo para que uma tropa de soldados da polícia baiana investisse contra os seguidores deAntônio Conselheiro dando início a Guerra de Canudos. Em 24 de novembro deste ano, é enviada a primeira expedição militar contra Canudos, sob comando do tenente Pires Ferreira. Mas atropa é surpreendida pelos fanáticos de Antônio Conselheiro, durante a madrugada, em Uauá. Após uma luta corpo-a-corpo são contados mais de cento e cinquenta cadáveres deconselheiristas. Do lado do exército morreram oito militares e dois guias. Estas perdas, embora consideradas insignificantes quanto ao número nas palavras do comandante, ocasionaram o retirodas tropas.

Em 29 de dezembro de 1896 tem início uma segunda expedição militar contra Canudos. Assim como a primeira, esta expedição foi violentamente debelada pelosconselheiristas.

Em 1897 tem início a terceira expedição contra Canudos, comandada pelo capitão Antônio Moreira César, conhecido como O Corta-Cabeças, por suas façanhas heróicas naRevolução Federalista, no Rio Grande do Sul. Mas, acostumado aos combates tradicionais, Moreira César não estava preparado para eliminar Canudos, e foi abatido por tiros certeiros de homensleais a Antônio Conselheiro. A tropa foge em debandada, deixando para trás armamentos e munição. Para os conselheiristas, trata-se de uma prova cabal da santidade do beato de BeloMonte.

Em 5 de abril de 1897 tem início a quarta e última expedição contra Canudo. Desta vez o cerco foi implacável e até muitos dos que se rendiam foram mortos. Eliminar Canudos eseus fanáticos habitantes tornou-se uma questão de honra para o exército. O confronto estendeu-se até 5 de outubro de 1897, quando o exército tomou definitivamente o arraial.
tracking img