Gravidez na adolescencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5126 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE

“A ciência da enfermagem e a compreensão do aborto, a situação
brasileira”.

CURITIBA
2011

Paulo Eduardo da Silva Moreira
Rosane Aparecida da Silva Vieira Laurindo Maurer

“A ciência da enfermagem e a compreensão do aborto, a situação
brasileira”.

Trabalho
acadêmico
relacionado
Término de Conclusão do Curso
Graduação de
EnfermagemInstituição Centro Universitário Campos
Andrade - UNIANDRADE

ao
de
da
de

Professor orientador: Denecir de Almeida
Dutra

CURITIBA
2011

1INTRODUÇÃO

O aborto é uma questão polêmica, principalmente na vivência de crise
econômica, em que ocorre decréscimo da natalidade e acréscimo do número
de abortos. As causas determinantes do aborto provocado são envoltas em
multifacetas, ondeo baixo poder aquisitivo, o custo cada vez mais alto da
educação e a baixa renda per capita, são alegações cada vez mais frequentes
para este agravo de ordem social e até mesmo religiosa. Determinadas
religiões condenam o aborto em qualquer estágio ou em qualquer
circunstância, alegando que a alma é infundida no novo ser no momento da
fecundação, sendo assim um crime contra a vida, já que aalma passa a
pertencer ao novo ser no preciso momento do encontro do óvulo com o
espermatozóide.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) o aborto é
classificado como a morte embrionária ou fetal, seja ele induzido ou
espontâneo, antes de completar 20 semanas ou com peso fetal inferior a 500
kg. O aborto espontâneo ocorre devido a patologias e /ou anomalias do ovo ou
espermatozoide cujaeliminação se encontra procedida de morte embrionária.
(ESPIRITO-SANTO, 2007).
No Brasil, segundo o artigo 124 do código penal Brasileiro, é crime a
prática de aborto em si mesma, ou consentir que outrem lhe provoque, levando
a pena de detenção de um a três anos, porém segundo o artigo 128, não
constitui crime a prática do aborto quando não há outro meio de salvar a vida
ou preservar a saúdeda gestante, se a gravidez resulta de violação da
liberdade sexual, ou do emprego, não consentido de técnica de reprodução
assistida, e a fundada probabilidade, atestada por dois outros médicos, de o
nascituro apresentar graves e irreversíveis anomalias físicas ou mentais.
De acordo com o documento de Política Nacional de Atenção Integral à
Saúde da Mulher, publicado pelo Ministério da Saúdeem março de 2004, no
Brasil, 31% de gestações terminam em aborto. Anualmente ocorrem no país
aproximadamente 1,4 milhões de abortamentos, entre espontâneos e
provocados, com uma taxa de 3,7 abortos para 100 mulheres entre15 e 49
anos.

Dados do SUS indicam que em 2004 foram realizados 1.600 abortos
legais em 51 serviços especializados do SUS ao custo de R$ 232 mil. No
mesmo ano,ocorreram no SUS 244 mil internações motivadas por curetagens
pós-aborto, e entre abortamentos espontâneos e induzidos foram gastos
aproximadamente R$ 35 milhões.
A mulher em estado de abortamento, seja ele induzido ou espontâneo,
possui sentimentos merecedores de atenção, tendo o profissional papel
importante no cuidado humanizado, procurando agir sempre de forma ética e
conhecimento técnico ecientífico diante da situação presenciada. Diante disso,
questiona-se: estaria o profissional no direito de julgar o ato cometido,
desconhecendo as razões que levaram a mulher a realizar o abortamento? É
de direito o profissional invadir a privacidade da paciente, com ações ou
questionamentos inoportunos? Onde fica a postura ética e humana neste
caso?
A ação da enfermagem não está restrita nomomento do abortamento,
está presente também nos cuidados antes e depois do ocorrido. O enfoque
preventivo deve versar na atenção primária, ou seja, patologias que possam
levar ao aborto espontâneo, métodos contraceptivos que previnam a gravidez
não planejada objetivando a diminuição da incidência de práticas de abortos
ilegais, colaborando para o aumento da mortalidade materna. No Brasil o...
tracking img