Governos gerais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1225 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O SISTEMA DE GOVERNOS - GERAIS –

DEVIDO AO FRACASSO DAS CAPITANIAS HEREDITARIAS, O REI DE PORTUGAL, D. JOAO III, DECIDIU CENTRALIZAR A ADMINITRAÇAO PARA COORDENAR A DEFESA CONTRA ATAQUES DE INDIOS E PIRATAS E, EFETIVAR A COLONIZAÇAO DO BRASIL. ADOTOU-SE O SISTEMA DE GOVERNOS- GERAIS. É BOM OBSERVAR QUE AS CAPITANIAS HEREDITARIAS FORAM MANTIDAS, POREM AGORA SUBORDINADAS AOCONTROLE DOS GOVERNOS GERAIS.
O SISTEMA DE GOVERNOS GERAIS FOI CRIADO EM 1548, ATRAVES DE UM DOCUMENTO OFICIAL DENOMINADO “REGIMENTO “ .

COM O GOVERNO- GERAL,FORAM CRIADOS TAMBEM OS CARGOS DE:
-OUVIDOR-MOR, RESPONSAVEL PELA DISTRIBUIÇAO DA JUSTIÇA.
-PROVEDOR-MOR ,RESPONSAVEL PELAS FINANÇAS E ARRECADAÇAO DE TRIBUTOS .
-CAPITAO- MOR, RESPONSAVEL PELA DEFESA DAS TERRAS .
ESSES 3 CARGOSCRIADOS TINHAM O OBJETIVO DE AUXILIAR O GOVERNADOR GERAL NA ADMINISTRAÇAO DA COLONIA (BRASIL). CADA UM DESTES CARGOS POSSUIA UM REGIMENTO PROPRIO E O SEU TITULAR, NA AREA DE SUA COMPETENCIA,ERA A AUTORIDADE MAXIMA NO BRASIL . É BOM OBSERVAR TAMBEM QUE , COM A CRIAÇAO DO GOVERNO- GERAL, IMPLANTAVA-SE UMA AUTORIDADE JURIDICAMENTE SUPERIOR AO DONATARIO.

A CAPITANIA DA BAHIA TORNOU-SE SEDE DO GOVERNOGERAL E, AS DEMAIS CAPITANIAS HEREDITARIAS FORAM SENDO GRADUALMENTE TRANSFORMADAS EM “ CAPITANIAS REAIS” .

- GOVERNO-GERAL DE TOMÉ DE SOUZA:
O PRIMEIRO GOVERNADOR-GERAL NOMEADO PELO REI DE PORTUGAL FOI TOME DE SOUZA, QUE GOVERNOU DE 1549 A 1553. A SUA VINDA PARA O BRASIL FOI ACOMPANHADA POR FUNCIONARIOS NECESSARIOS Á ADMINISTRAÇAO, RELIGIOSOS DA ORDEM JESUITICA,CHEFIADOS PELO PADRE MANUEL DA NOBREGA. COM A CHEGADA DOS PADRES JESUITAS, TEVE INICIO A OBRA DE EVANGELIZAÇAO DOS INDIGENAS. EM 1551, CRIA-SE O PRIMEIRO BISPADO NO BRASIL. A VILA DE SALVADOR , É FUNDADA EM 1549 E TORNA-SE A PRIMEIRA CAPITAL DO BRASIL .

- GOVERNO-GERAL DE DUARTE DA COSTA :
O SEGUNDO GOVERNADOR-GERAL DUARTE DA COSTA, ENFRENTOU DURANTE O SEU GOVERNO(1533-1558) VARIAS CRISES.DESENTENDEU-SE COM O BISPO D. PERO SARDINHA,E TEVE DE ENFRENTAR CONFLITOS ENTRE COLONIZADORES E JESUITAS RELACIONADOS Á ESCRAVIDAO INDIGENA. TAMBEM DURANTE O SEU GOVERNO, ACONTECEU UMA TENTATIVA FRANCESA DE INVADIR O BRASIL E ESTABELECER UMA POSSESSAO EM TERRAS BRASILEIRAS ( FRANÇA ANTARTICA ).
A CATEQUIZAÇAO DOS INDIGENAS RECEBEU UM REFORÇO COM A CHEGADA DO PADREJESUITA JOSE DE ANCHIETA .


-
- GOVERNO-GERAL DE MEM DE SÁ :
O TERCEIRO GOVERNADOR- GERAL, MEM DE SÁ (1558 A 1572), TEVE COMO PRIORIDADE EXPULSAR OS FRANCESES QUE SE ESTABELECERAM NO BRASIL ( REGIAO DA BAIA DE GUANABARA) E REALIZAR A PAZ COM AS TRIBOS INDIGENAS HOSTIS AOS COLONIZADORES PORTUGUESES .
NO GOVERNO DE MEM DE SÁ , É FUNDADA A CIDADE DORIO DE JANEIRO, EM 1565, COM O OBJETIVO DE SERVIR DE BASE DE OPERAÇOES DOS PORTUGUESES NA LUTA CONTRA OS INVASORES FRANCESES .

- CONSEQUENCIAS DO SISTEMA DE GOVERNO-GERAL PARA O BRASIL:
. EMBORA CONSOLIDADO, O SISTEMA DE GOVERNOS-GERAIS ENFRENTAVA INUMERAS DIFICULDADES PARA ESTABELECER UMA CENTRALIZAÇAO DE PODER NO BRASIL.
A PRIMEIRA GRANDE DIFICULDADE ERA DE NATUREZA ECONOMICA: ASCAPITANIAS TINHAM GRANDE DIFICULDADE ENTRE ELAS DE ARTICULAR ATIVIDADES COMERCIAIS, ALEM DO FATO DE QUE TODA A ESTRUTURA DE PRODUÇAO ESTAVA VOLTADA PARA A EXPORTAÇAO, ATENDENDO A METROPOLE PORTUGAL (PACTO COLONIAL). COMO RESULTADO DESTA POLITICA, O COMERCIO ENTRE AS CAPITANIAS ERA PRATICAMENTE INEXISTENTE .
UMA SEGUNDA DIFICULDADE ERA RELACIONADA Á ESTRUTURA DE PODER. EM VIRTUDE DASGRANDES EXTENSOES DE TERRAS DAS CAPITANIAS, O PODER CENTRAL DO GOVERNADOR- GERAL E DO OUVIDOR-MOR NÃO SE FAZIA PRESENTE. DAÍ O SURGIMENTO DOS PODERES LOCAIS NAS CAPITANIAS, REPRESENTADO PELOS COLONIZADORES GRANDES PROPRIETARIOS DE TERRAS, QUE SE TORNARAM PODEROSOS, OCUPANDO AS CAMARAS MUNICIPAIS E SE AUTO-DENOMINANDO “HOMENS BONS “.

- CONSIDERAÇOES FINAIS :
.. EM 1570, A...
tracking img