Gmdss

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3767 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIDADE 3
SISTEMA MARÍTIMO GLOBAL DE SOCORRO E SEGURANÇA
Nesta unidade, você vai:
|[pic] |& Conhecer o sistema GMDSS, os seus subsistemas e a sua importância para a salvaguarda da vida humana no mar. |

|3.1 APRESENTAÇÃO DO GMDSS |


O GMDSS é uma siglautilizada internacionalmente, que significa “Global Maritime Distress and Safety System”, e foi traduzida para o português como “Sistema Marítimo Global de Socorro e Segurança”.
3.1.1 Histórico
Desde sua criação, em 1959, a Organização Marítima Internacional (IMO) não tem medido esforços para aumentar a segurança no mar, pela adoção dos mais altos padrões técnicos praticáveis, tomando providênciaspara melhorar o desempenho das radiocomunicações previstas na Convenção Internacional para a Segurança da Vida Humana no Mar (SOLAS), e para explorar os avanços ocorridos na tecnologia das radiocomunicações.
Em 1972, a IMO, com o apoio do Comitê Consultivo Rádio Internacional (CCIR), hoje integrante do Setor de Radiocomunicações da União Internacional de Telecomunicações (ITU–R), iniciou o estudodas comunicações marítimas por satélite, que resultou no estabelecimento, em 1979, da Organização INMARSAT. Assim, ficou disponível à navegação um sistema internacional de comunicação por satélite.
Em 1973, a IMO reviu sua política de desenvolvimento do sistema de socorro marítimo a fim de incorporar as comunicações por satélite, e vislumbrou a possibilidade de transmissão de alertas automáticosde socorro marítimo e de informações de segurança.
Em 1979, a Conferência de Busca e Salvamento Marítimo adotou a Convenção Internacional de Busca e Salvamento Marítimo (Convenção SAR 1979) com o objetivo fundamental de estabelecer um plano global para busca e salvamento marítimo (SAR) baseado na elaboração de acordos bilaterais e multilaterais entre estados vizinhos, para o estabelecimento deserviços SAR nas áreas costeiras e oceânicas adjacentes com fim de obter cooperação e apoio mútuo no atendimento de incidentes de socorro. A Conferência também convidou a IMO para desenvolver um sistema marítimo global de socorro e segurança, incluindo cláusulas de telecomunicações, para efetiva operação do plano de busca e salvamento previsto na Convenção SAR de 1979.
Ainda em 1979, em sua 11ªAssembléia, a IMO levou em consideração os arranjos existentes para comunicações marítimas de socorro e segurança e decidiu que um novo sistema global marítimo de socorro e segurança deveria ser estabelecido, para incrementar os procedimentos e as radiocomunicações de socorro e segurança, em conjunto com uma infraestrutura coordenada de busca e salvamento, que incorporaria os desenvolvimentostécnicos recentes e aumentaria significativamente a segurança da vida humana no mar.
Com a contínua assistência da União Internacional de Telecomunicações (ITU), CCIR e outras organizações internacionais, tais como: Organização Meteorológica Mundial (WMO), Organização Hidrográfica Internacional (IHO), INMARSAT e COSPAS - SARSAT, a IMO desenvolveu e testou os vários equipamentos e técnicas usadas noSistema Marítimo Global de Socorro e Segurança (GMDSS). A ITU também providenciou um cronograma para a implantação do GMDSS.
As Conferências Radioadministrativas Mundiais de 1983 e 1987 para os Serviços Móveis (WARC Mob-83 e 87) adotaram emendas relativas às frequências, procedimentos operacionais e operadores rádio para atender ao GMDSS.
Em 1988, a Conferência de Acordos Governamentais da ConvençãoSOLAS/ 1974 do Sistema Marítimo Global de Socorro e Segurança (Conferência GMDSS), além de diversas resoluções, adotou emendas referentes às Radiocomunicações para o GMDSS. Essas emendas entraram em vigor, em 1º de fevereiro de 1992, e o GMDSS foi totalmente implantado em 1º de fevereiro de 1999.
3.1.2 O sistema antigo e a necessidade de melhoramentos
O sistema antigo de socorro e salvamento...
tracking img