Tga - administvao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 40 (9801 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1
Uninove – Sistemas de Informação - Teoria Geral da
Administração - 3º Sem - Prof. Fábio Magalhães
Blog da disciplina: http://fabiotga.blogspot.com
Estudos de Caso – Fonte: Maximiano
CASO 03 - ELTON MAYO FAZ UMAS PERGUNTAS
Estamos no final da década de 20 e você faz parte da equipe de Elton Mayo, professor de Harvard. Ele
está no momento analisando um problema curioso.
Um grupo foiorganizado na Universidade para estudar o efeito das variações no ambiente físico de
trabalho sobre a produtividade. O estudo foi realizado na fábrica Hawthorne da Western Electric, situada na cidade
de Cícero, Iliïnois. Essa fábrica é a principal fornecedora de equipamentos (aparelhos de telefone, estações,
cabos etc.) para a Bell System, empresa que tem o monopólio da telefonia nos Estados Unidos.Cerca de 30.000
pessoas trabalham na fábrica.
O estudo começou com a aplicação de métodos da psicologia experimental, introduzidos nos Estados
Unidos pelo professor alemão Hugo Munsterberg. Inicialmente, o objetivo era descobrir se a produtividade seria de
algum modo afetada por alterações da iluminação do ambiente de trabalho. Para isso, foram organizados dois
grupos de moças, umexperimental e um de controle, trabalhando na montagem de componentes para a
fabricação de telefones. As modificações na iluminação seriam feitas apenas no grupo experimental.
Quando os pesquisadores aumentaram a luz no grupo experimental, verificaram que a produção
aumentava nos dois grupos. Para consternação dos pesquisadores, eles diminuíram a quantidade de luz no grupo
experimental e... a produçãotambém aumentou nos dois. Em seguida, os pesquisadores ofereceram benefícios:
lanches e intervalos de descanso. A produção continuou aumentando.
Finalmente, todos os benefícios foram retirados, com a expectativa de que a produção cairia. Para
desalento de todos, a produção chegou a uma quantidade espantosa para os padrões habituais daqueles grupos.
A única coisa que os pesquisadores conseguiramdemonstrar foi a ausência de qualquer correlação simples e
direta entre os fatores que eles estavam manipulando (iluminação e benefícios) e a produtividade (peças
produzidas). A produção aumentava sistematicamente, qualquer que fosse a modificação introduzida pelos
pesquisadores, inclusive aquelas que presumivelmente deveriam diminuir os resultados do grupo.
Ninguém estava entendendo nada. Ospesquisadores, então, concluíram que as causas das variações no
desempenho das moças só poderiam estar no comportamento humano. Aparentemente, as moças, por alguma
razão desconhecida, estavam fazendo o que imaginavam que os pesquisadores desejavam que elas fizessem. Ou
seja, elas estavam colaborando com a equipe e a empresa. Mas seria essa a conclusão correta? E se fosse, qual
o motivo?
Foientão que a equipe resolveu chamar Elton Mayo, australiano radicado nos Estados Unidos, para
ajudar a explicar o que estava acontecendo. Elton Mayo chamou você.
E agora, enquanto dirige seu Ford Modelo T, indo para a primeira reunião com a equipe, você pensa nas
perguntas que o professor pediu para você considerar.
QUESTÕES
1. Que hipóteses você consideraria para explicar por que as moçasagiram de modo contrário ao esperado pelos
pesquisadores? Que razões poderiam tê-las levado a aumentar, ao invés de diminuir sua produção, conforme os
benefícios foram retirados?
2. Você acha que qualquer grupo de trabalhadores teria agido da mesma forma?
3. Que estratégia você sugere para descobrir o que aconteceu?
CASO 04 - DIÁLOGO NA LIVRARIA
Moisés, Massahiro e Lívio são amigos desde queingressaram na Universidade. Moisés está há pouco tempo
trabalhando como estagiário. Seu novo empregador é uma grande corporação multinacional, do ramo de produtos
de higiene pessoal.
Estava, Moisés, um dia desses, visitando uma livraria, quando encontrou Massahiro, professor em um
colégio particular e Lívio, estagiário em outra grande multinacional.
2
Massahiro: E então, Moisés, que nos...
tracking img