Ghyhgiuohui

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2257 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade alvorada

Giselle da silva nunes

Crescimento e Desenvolvimento

Brasilia
2011

O Programa de Assistência Integral à Saúde da Criança (PAISC) tem como princípios que a assistência à criança precisa ser uma ação multiprofissional e que o Centro de Saúde seja a unidade básica e de referência para a assistência à criança. (NAISC/DF)
O PAISC estabeleceu como diretrizes eobjetivos:
1. desenvolver ações que favoreçam o crescimento, o desenvolvimento e a qualidade de vida da criança;
2. diminuir a mortalidade infantil;
3. proporcionar atendimento rotineiro, periódico e contínuo;
4. acompanhar o processo de crescimento e desenvolvimento das crianças;
5. incentivar e apoiar o aleitamento materno;
6. orientar a alimentação;
7. garantir níveisde cobertura vacinal de acordo com as normas técnicas do Ministério de Saúde e Secretaria Estadual de Saúde;
8. identificar precocemente os processos patológicos;
9. favorecendo o diagnóstico e tratamento oportunos;
10. promover a vigilância de situações de riscos específicos: desnutrição, recém- nascidos de risco, problemas visuais e outras que venham a ser propostas;
11.propiciar um processo de integração equipe de saúde – comunidade.

O crescimento e o desenvolvimento são eixos referenciais para todas as atividades de atenção à criança e ao adolescente sob os aspectos
biológico, afetivo, psíquico e social.
A assistência à criança se baseia na promoção da saúde, prevenção, diagnóstico precoce e recuperação dos agravos à saúde. O acompanhamento do CD indica ascondições de saúde e vida da criança, visando a promoção e manutenção da saúde, bem como intervindo sobre fatores capazes de comprometê-la.
Cada contato entre a criança e os serviços de saúde, independente do fato, queixa ou doença que o motivou, deve ser tratado como uma oportunidade para a análise integrada e preditiva de sua saúde, e para uma ação resolutiva, de promoção da saúde, com fortecaráter educativo.
O acompanhamento sistemático do crescimento e desenvolvimento da criança constitui o eixo central desse atendimento.
A partir da consulta de acompanhamento do crescimento e desenvolvimento é também possível o estabelecimento de condutas curativas dirigidas aos processos patológicos presentes e o estabelecimento de condutas preventivas, adequadas à cada idade, sobre vacinação,alimentação, estimulação e cuidados gerais com a criança, em um processo
contínuo de educação para a saúde.
A avaliação periódica do ganho de peso permite o acompanhamento do progresso individual de cada criança, identificando aquelas de maior risco de morbimortalidade, sinalizando o alarme precoce para a desnutrição, causa básica da instalação ou do agravamento da maior parte dos problemas desaúde infantil.
A identificação de um ou mais fatores de risco, tais como: baixo peso ao nascer, baixa escolaridade materna, idades maternas extremas (<19 anos e >35 anos), gemelaridade, intervalo intergestacional curto (inferior a dois anos), criança indesejada, desmame precoce, mortalidade em crianças menores de 5 anos na família, condições inadequadas de moradia, baixa renda edesestruturação familiar exigem
um acompanhamento especial, pois aumentam a probabilidade da existência de doença perinatal e infantil.
Durante a consulta, o profissional deve prestar atenção à forma como a mãe lida com o seu filho, se conversa com ele, se está atenta às suas manifestações.
É fundamental escutar a queixa dos pais e levar em consideração a história clínica e o exame físico da criança, nocontexto de um programa contínuo de acompanhamento do crescimento e desenvolvimento.
Somente assim será possível formar-se um quadro completo do crescimento e desenvolvimento da criança e da real necessidade de intervenção.
A observação do desenvolvimento deve ser feita durante a consulta da criança. O profissional deve tentar observar os marcos ou indicadores desde o início, quando a mãe...
tracking img