Gestao financeira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1258 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
DETERMINAÇÃO DO CAPITAL
DE GIRO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER
PELO SEU NEGÓCIO
Orienta na implantação e no
desenvolvimento de seu negócio
de forma estratégica e inovadora.
• Competitividade
• Perenidade
• Sobrevivência
• Evolução

O que são palestras gerenciais?
Repasse de conhecimento, de forma a gerar melhorias
empresariais, aproveitamento de oportunidades e estimular apercepção de possibilidades e tendências.

PALESTRA: DETERMINAÇÃO DO CAPITAL DE GIRO
Objetivos
Oferecer aos empresários e empreendedores, conhecimentos
sobre a Gestão do Capital de Giro, que propiciem o
desenvolvimento das habilidades gerenciais e, através disso, as
condições para a obtenção de melhores resultados econômicos e
financeiros em seus empreendimentos.

CENÁRIO ATUAL
• Custofinanceiro alto.
• Concorrência e Competitividade dificultando o giro dos
estoques.
• Consumidor exigindo maiores prazos de pagamento.


Fornecedores praticando prazos cada vez menores e se
aumentarem os prazos, implicará maiores custos
financeiros.

ALGUNS QUESTIONAMENTOS...
Por que as empresas quebram?
R: Por terem problemas de liquidez-capacidade de pagamento.
Quais as prováveiscausas disso?
R: Provavelmente uma combinação de diversos fatores de caráter
operacional e de decisões estratégicas que infelizmente não
deram certo:
Estoques/Prazos/Vendas/Recebimento etc.

ENTÃO, CAPITAL DE GIRO É...
... para qualquer empresa, o valor total do conjunto de
recursos formados por:
• valores em caixa e bancos;
• valores a receber e
• valores estocados.

DETERMINAÇÃO DOCAPITAL DE GIRO VALOR APLICADO EM:
• Estoques
– aumento e redução de volumes
- Contas a Receber
– expandir prazos de recebimentos
– vendas a vista x vendas a prazo
- Caixa Disponível
– o dia-a-dia das contas

FONTES DE CAPITAL DE GIRO
• Capital Próprio
• Empréstimos/Financiamentos
- de curto e de longo prazo
- Descontos de duplicatas e cheques
• Fornecedores
• Adiantamento deClientes
• Lucros

EMPRESA: EXEMPLO
Aplicação dos Recursos






Caixa
Bancos
Contas a Receber
Estoques
Imobilizado

500
2.500
4.000
6.000
13.000

Total

26.000

Origem dos Recursos







Fornecedores
Empréstimo Bancário
Folha de Pagamento
Impostos a Recolher
Capital Próprio
Lucros Acumulados

4.500
8.000
2.000
500
8.000
3.000

Total26.000

APLICAÇÃO DOS RECURSOS
• aplicação no giro – financeiro
– Caixa e Bancos

3.000,00

• aplicação no giro – operacional
– Contas a Receber de Clientes
– Estoques

4.000,00
6.000,00

• aplicação ativo fixo
– Imobilizado

13.000,00

ORIGEM DOS RECURSOS
• Origens financeiras
– empréstimos bancários

8.000,00

• Origens operacionais
– fornecedores
– salários e encargossociais
– impostos a recolher

4.500,00
2.000,00
500,00

• Origens de recursos próprios
– capital próprio
– resultados acumulados

8.000,00
3.000,00

Onde estão
os Recursos
Giro Financeiro
Caixa e Bancos
R$ 3.000,00
Giro Operacional
Contas a Receber
Estoques
R$ 10.000,00
Parte dos Empréstimos
Ativo Fixo
R$ 13.000,00

De onde vêm
os Recursos
Origens FinanceirasEmpréstimos
R$ 8.000,00
Origens Operacionais
Fornecedores
Salários a Pagar
Impostos a Pagar
R$ 7.000,00

Origem de
Recursos Próprios
Capital Próprio
Resultados
Acumulados
Lucros/Prejuízos
R$ 11.000,00

CAPITAL DE GIRO
“INSTRUMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO”
NCG – Necessidade de Capital de Giro
Giro Operacional – Aplicações x Origens
- histórico – saldos patrimoniais
- projeção – prazosmédios (ciclo operacional)

CGP – Capital de Giro Próprio
Imobilizações x Recursos Próprios
SLC - Saldo Líquido de Caixa
Giro Financeiro - Caixa e Bancos x Empréstimos

NCG – NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO
Indica quanto o Giro Operacional está sendo
“financiado” com recursos de terceiros.
NCG = Giro Operacional (–) Origens Operacionais
(A Receber + Estoques) – (Fornecedores +...
tracking img