Gestao da qualidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7912 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Gestão
da
Qualidad

Assuntos Abordados:

1. Introdução à Gestão da Qualidade – A Entidade ISO (Organização Internacional de Padronização)

2. Conceitos Fundamentais – O que é qualidade, Sistema de Gestão

3. Definições de Termos:
• Produto,
• Processo,
• Sistema,
• Qualidade,
• Gestão,
• Cliente,
• Fornecedor,
• Não-Conformidade,
• Anomalia,• Ação Corretiva,
• Ação Preventiva,
• Ação de Correção.

4. PDCA – Ciclo do Processo de Gestão

5. 5W2H e 5S

6. Requisitos do SGQ:
• Recursos Gerais
• Requisitos de Documentação
• Manual da Qualidade
• Controle de Documentos
• Controle de Registros.

7. Ferramentas da Qualidade:
• Pareto
• Estritificação
• Ishikawa (diagrama deCausas e Efeitos)
• Árvore de Causas
• Histograma

1. INTRODUÇÃO A GESTÃO DA QUALIDADE

As preocupações com a qualidade dos produtos oferecidos aos clientes não são recentes, mas remotas há milênios antes de Cristo. Até o advento da Revolução Industrial o modo de produção era o artesanal, em que os produtos eram fabricados pelo artesão que era um especialista e tinha o domíniocompleto de todo o ciclo da produção, desde a concepção até a assistência pós-venda. Naquele período, o artesão tinha uma abordagem de qualidade que contempla alguns elementos de qualidade que são atuais, como o atendimento as expectativas do cliente. Por outro lado os conselhos contemporâneos como a confiabilidade, conformidade, metrologia eram embrionários. Naquele período o foco era: a inspeção e osprodutos customizados. A Revolução Industrial substituiu a customização pela padronização e a produção em larga escala, com a utilização de máquinas, e tendo como base o uso de força motriz artificial, inicialmente a máquina a vapor e posteriormente motor de combustão interna e motores elétricos. O modelo mais marcante é a produção em massa com a introdução da linha de montagem atribuída a HenryFord.
A viabilidade da adoção de linha de montagem fundamenta-se na intercambialidade das peças, conceito esse introduzido por E.I. Whitney, por volta de 1790, bem como na padronização de medidas, com investimentos importantes no desenvolvimento de metrologia, sistemas de medidas, especificações, tudo para garantir a intercambialidade das peças. Por outro lado, deixou-se de priorizar aspectosfundamentais na Gestão da Qualidade moderna, como o atendimento das necessidades dos clientes e a participação ativa do trabalhador na obtenção de qualidade. A produção em larga escala tornava altos os custos de inspeção.
Shewhart teve um papel fundamental para a evolução do controle de qualidade ao utilizar a estatística no ambiente de produção, e também propôs o ciclo PDCA( plan-do-chec-act),que orienta as atividades voltadas para analise e solução de problemas.
Na década de 1930 , o controle de qualidade evoluiu par ao controle estatístico de processos com o desenvolvimento de sistemas de medidas e o surgimento de normas especificas nessa área ,alem das técnicas de amostragem , o que possibilitou a adoção das inspeções por amostragens , até então praticada para todas as unidadesproduzidas. Vale também lembrar as influências da escola das relações humanas, especialmente Elton Mayo, associadas aos estudos de Maslow, MacGregor e Herzberg nas formulações dos conceitos na área da qualidade, pela percepção da fundamental importância da motivação em busca da qualidade.
Logo após a Segunda Guerra Mundial surgiram as primeiras associações de profissionais da área da Qualidade, nosEstado Unidos, em 1945, a Society of Quality Engineers e, posteriormente, 1946, a American Society dor Quality control. Em 1950 foi cirada a asociação japonesa de cientistas e engenheiros, a Japan Union of Scientists ande Engineers- JUSE. Essas associações, juntamente com outros congêneres e teóricos nessa área, como Deming,Juran,Feigenbaum,Crosby tiveram forte influência na difusão dos...
tracking img