Furosemida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4210 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada
Journal of Basic and Applied Pharmaceutical Sciences

Rev Ciênc Farm Básica Apl., 2011;32(1):47-53 ISSN 1808-4532

Avaliação do efeito da partição de comprimidos de furosemida sobre a uniformidade da dose
Ferreira, A.A.A.1; Prates, E.C. 2; Fernandes, J.P.S.1; Ferrarini, M.1*
1 Faculdade de Farmácia, Universidade do Grande ABC. Av.Industrial, Santo André, SP, Brasil. Faculdade de Saúde - Universidade Metodista de São Paulo – Av. Dom Jaime de Barros Câmara, 100, São Bernardo do Campo, SP, Brasil.

2

Recebido 13/05/2010 / Aceito 03/12/2010

RESUMO Buscando avaliar a uniformidade da dose unitária de comprimidos submetidos ao procedimento de partição, este trabalho avaliou a dureza, friabilidade, variação de peso euniformidade de conteúdo em quatro amostras de comprimidos de furosemida de 40 mg, obtidas de diferentes fornecedores. Todas as amostras estudadas atendiam às especificações oficiais antes de serem submetidas ao procedimento de partição; porém, após serem partidas, o teor de fármaco nas metades apresentou excessiva variação, mostrando que esse procedimento pode ser terapeuticamente desaconselhável.Palavras-chave: Partição de comprimidos. Uniformidade de dose. Comprimidos. Terapia oral. INTRODUÇÃO Atualmente, a administração de fármacos pela via oral é a terapia de escolha quando se buscam efeitos sistêmicos. Estima-se que aproximadamente 90% de todos os fármacos usados em terapia de ação sistêmica sejam administrados por via oral, exceto em condições de emergência, em que a via parenteral é a viade escolha (Ansel et al., 2003). Dos medicamentos destinados à via oral, os comprimidos e cápsulas tendem a ser utilizados com maior frequência devido à facilidade de manipulação e identificação, ao seu baixo custo e praticidade na administração e à sua maior estabilidade, uma vez que o fármaco encontra-se na forma sólida, o que minimiza sua degradação (Ansel et al., 2003). Alguns tipos defracionamento para comprimidos, como a partição ou a divisão, têm sido práticas comumente adotadas há muitos anos para a obtenção da dose prescrita do medicamento. Isso ocorre especialmente nos casos em

que o paciente necessita de uma dosagem para a qual não há apresentação comercial disponível, quando é necessário obter uma fração do fármaco para os casos de tratamento gradativo com o aumento oudiminuição da dose e para início de uma terapia com a dose mínima possível capaz de reduzir os efeitos adversos ou ajustar uma resposta individual do paciente (Marriot & Nation, 2002). Em outros casos, a partição de comprimidos é realizada ou recomendada com a finalidade de reduzir o custo da terapia, pois, geralmente, comprimidos com doses individuais mais elevadas são mais baratos que os seusequivalentes em doses menores. Embora a Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil (ANVISA) alerte sobre o fato de que partir comprimidos pode ser prejudicial aos tratamentos de saúde (Anvisa, 2003), essa prática é muito comum no Brasil, podendo ser ainda mais prejudicial ao paciente nos casos em que o medicamento tenha liberação modificada. O presente trabalho tem a proposta de avaliar aprática de partição de comprimidos não revestidos através da determinação da uniformidade de conteúdo nos comprimidos íntegros e nas metades provenientes de sua partição. Escolheu-se como modelo de estudo a Furosemida, um diurético de alça amplamente disponível no mercado brasileiro na forma de medicamentos de referência, genéricos e similares e cuja metodologia de doseamento, porespectrofotometria, é bastante prática (Pinheiro et al., 2006). MATERIAL E MÉTODOS Este estudo se concentrou em quatro amostras de comprimidos de liberação imediata de furosemida, com dose unitária de 40 mg e obtidos de diferentes fornecedores. As amostras foram identificadas como Amostra 1 (Am1) (Medicamento de Referência, Lote: L803618, Fab: 04/2008, Val: 03/2011, sendo comprimido sulcado), Amostra 2 (Am2)...
tracking img