Freudalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4433 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Sistema Feudal


1) Introdução:

Suserano, vassalo, homenagem, investidura, corvéia, retribuições. Essas palavras estranhas referem-se ao feudalismo, um modo de organização da sociedade, que funciona como um sistema econômico, social, político e cultural, que predominou na Europa e no Extremo Oriente (China e Japão) durante boa parte da Idade Média. Suas principais característicaseram o poder político descentralizado, economia auto-suficiente e forte influência religiosa.
O Sistema Feudal tem sua origem na França setentrional dos séculos IX e X e seu desaparecimento no século XVI.
A sua formação foi lenta e progressiva, durante toda a Alta Idade Média, alcançando o seu apogeu entre os séculos VIII e XIII.
No período do feudalismo, o poder estavanas mãos dos senhores feudais, que dirigiam grandes propriedades de terra. Esses senhores, é claro, não trabalhavam: dedicavam-se às guerras e aos esportes violentos. A dureza do trabalho ficava mesmo para os servos, que tinham de suar muito para produzir alimentos e cuidar de várias outras tarefas.
A sociedade feudal era extremamente rígida. Não tinha essa história de jovem servo seengraçar com a filha do senhor feudal e depois se casarem e serem felizes para sempre. No feudalismo, quem nascia servo, morria servo; quem nascia nobre, permanecia nobre. Mas a nobreza não era essa gente elegante, refinada e gentil que muitos pensam.
Nas refeições, por exemplo, cortava-se a carne com um punhal e comia-se com as mãos. Os restos eram jogados no chão e disputados a dentadaspelos cães. E ainda mais, as mulheres eram tratadas na base da pancada.
O Sistema Feudal entrou em processo de decadência depois das cruzadas. E se extingui completamente com o renascimento do comércio do Mediterrâneo e com a ascensão da burguesia, dando origem ao Capitalismo Comercial.

2) A Formação do Feudalismo:

O feudalismo começou a se formar durante o processo dedecadência do Império Romano (século III), e ganhou um grande impulso no século V com a invasão dos bárbaros germanos.
Os bárbaros, ao ocuparem vastas regiões da Europa Ocidental, estabeleceram um clima de insegurança na população que levou gradativamente a uma drástica redução da atividade comercial e da vida urbana.
Assim, o Ocidente europeu passou a contar com uma populaçãopredominantemente rural, concentrada em torno de poderosos proprietários de terra, capazes de lhe oferecer proteção, e vivendo à base de uma agricultura de subsistência.
As invasões árabes dos séculos VII e VIII, que fecharam o Mediterrâneo à Europa, intensificaram a ruralização da sociedade ocidental, na qual o comércio praticamente desapareceu.
Ainda na Alta Idade Média, após osárabes, a Europa foi invadida por outros povos, destacadamente os normandos, ou Vikings (VIII e IX). Eles penetraram de forma avassaladora, criando novos e graves problemas para os europeus.
A atividade comercial reduziu-se ainda mais, devido à insegurança que passou a existir nas estradas e ao clima de terror em que as pessoas viviam.
Na agricultura, foi reforçado o quadro, já existente,de concentração das terras e de servilização da população.
As populações esperavam que o governo do Império Carolíngio pudesse-lhes dar proteção, mas isso não aconteceu, uma vez que ele estava esfacelado.
Assim, já que o Estado não podia dar proteção, os homens procuraram novamente os grandes proprietários de terras que, já nessa época, começaram a construir uma nobreza.Os indivíduos mais fracos buscavam a proteção dos mais fortes, dando-lhes, em troca, trabalho e servidão.
Assim se completavam as condições para que o modo de produção Feudal se estabelecesse.
O modo de produção Feudal apresentava as seguintes características básicas:
• Dificuldade de imposição da autoridade de um único rei;
• Surgimento de poderes regionais autônimos;...
tracking img