Freios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3869 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice

Introdução 3
Força de alavanca 4
Sistemas hidráulicos 4
Atrito 6
Coeficientes 7
Cilindro-mestre e válvula combinada 9
Freios a Tambor 10
Regulador de freio 12
Manutenção 13
Freios a Disco 15
Fundamentos do freio a disco 15
Freios auto-ajustáveis 17
Freios de estacionamento18
Freios ABS 19
Entendendo o conceito ABS 19
Sensores de rotação 20
Unidade controladora 20
Bomba 20
Válvulas 20
ABS em ação 21
Tipos de freios antitravamento 21
Bibliografia 23

FreiosIntrodução


Todos nós sabemos que pressionar o pedal de freio faz com que um carro reduza progressivamente a velocidade. Mas como isso acontece? Como o carro transmite a força do seu pé para as rodas do veículo? Como multiplica a força de modo que seja suficiente para parar algo tão grande quanto um carro?


Disposição de um sistema de freio típico

Quando você pressiona o pedalde freio, seu carro transmite a força de seu pé para seus freios por meio de um fluido. Como os freios em si requerem uma força muito maior do que você poderia aplicar com seu pé, seu carro precisa multiplicar a força do seu pé. Ele faz isso de duas maneiras:


* Vantagem mecânica (força de alavanca)
* Multiplicação da força hidráulica

Os freios transmitem a força aos pneususando o atrito, e os pneus, por sua vez, transmitem essa força à estrada usando também o atrito. Antes de começarmos nossa discussão sobre os componentes do sistema de freio, vamos verificar estes três princípios:

* Força de alavanca
* Hidráulica
* Atrito



Força de alavanca

O pedal é projetado de tal maneira que pode multiplicar a força da sua perna diversas vezesantes mesmo que qualquer força seja transmitida ao fluido de freio.


Multiplicação da força

Na figura acima, uma força F está sendo aplicada na extremidade esquerda da alavanca. A extremidade esquerda da alavanca é duas vezes mais longa (2X) que a extremidade direita (X). Conseqüentemente, na extremidade direita da alavanca uma força de 2F está disponível, mas age com a metade dadistância (Y) que a extremidade esquerda move (2Y). Mudar os comprimentos relativos das extremidades esquerdas e direitas da alavanca muda os multiplicadores.

Sistemas hidráulicos

A idéia básica por trás de qualquer sistema hidráulico é muito simples: a força aplicada em um ponto é transmitida a outro ponto usando um fluido incompressível, quase sempre algum tipo de óleo. A maioria dossistemas de freio também multiplica a força no processo. Aqui você pode ver o sistema hidráulico mais simples possível:


Sistema hidráulico simples


Na figura acima, dois pistões (mostrados em vermelho) estão encaixados em dois cilindros de vidro preenchidos com óleo (mostrado em azul claro) e conectados um ao outro com uma tubulação preenchida de óleo. Se você aplicar uma forçadescendente a um pistão (esquerdo, neste desenho), na seqüência a força é transmitida ao segundo pistão através do óleo na tubulação. Como o óleo é incompressível, a eficiência é muito boa - quase toda a força aplicada aparece no segundo pistão. O mais interessante sobre os sistemas hidráulicos é que a tubulação que conecta os dois cilindros pode ser de qualquer comprimento e forma, permitindo queserpenteiem todos os tipos de obstáculos que separam os dois pistões. A tubulação também pode se bifurcar, de modo que um cilindro mestre possa guiar mais de um cilindro escravo se desejado, como pode ver aqui:


Cilindro mestre com dois escravos

Outro ponto atraente sobre um sistema hidráulico é que ele faz a multiplicação (ou a divisão) da força de maneira consideravelmente fácil. Se você...
tracking img