Fragmentos de mo[v]im[ento]

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (870 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Pedagogia da Vida: Rendilhando Cartografias de Formação

Elisandro Rodrigues, julho de 2011
Fragmentos de Mo[v]im[ento] # 1 Uma imagem:
o vento [ou as nuvens levadas pelo vento].

Duasperguntas:
Como cartografar o movimento? Como Rendilhar os fragmentos de nossa formação? Ao pensar essa proposta de cartografia-fotográfica, como parte do meu e[in]scrito, paro para ver por que sendas issochega a mim, que ventos me trazem esses mosaicos de pesamento [por que usar a imagem como disparador de recordações e de formação]. Gosto do mo[v]im[ento], de observar as mudanças que ocorrem quando ovento sopra. Dos fragmentos que são levados para [in]ventar em outro lugar, desse vento que varre os segundos e as palavras. Que bagunça tudo, mistura, rendilha de[á] outras formas, que torna ovisível-invisívelvisível. Desse mo[v]im[ento] que em ondas transforma o micro em macro - o macro em micro, que desterritorializa pensamentos e ações. So[esta]mos em mo[v]im[ento].

Cartografia-Fotográfica#1
Paro nesse mo[v]im[ento] para olhar, em meus silêncios, imagens que dizem da minha formação na Residencia. Das muitas cenas vividas nesse período - fragmentos de mo[v]im[ento] – as idas e vindaspara as cidades [Novo Hamburgo e Viamão] é uma das que me marca. Não pelo cansaço, ou o acordar cedo, mas sim pelo mo[v]im[ento], pelo deslocamento e o “entre” [Deleuziano] desses territórios. Esseentre que se torna [] - colchetes, que se abre e se fecha, deixando ainda aberto,

passa, a mim, a ideia de mo[v]im[ento] – onde pensamos, sistematizamos e descansamos. A imagem que busco em minhamemória para fazer uma cartografia-fotográfica é bem simples, mas um entre: Eu e Carlinhos [menino que acompanhava em Novo Hamburgo] sentado na grama, em uma praça do bairro Canudos, dia quente, solforte e o verde presente entre passadas de carros. É uma convergência do minusculo [Barthes, 2007] que faz pensar [no fundo, a fotografia é subversiva não quando assusta, perturba ou até estigmatiza,...
tracking img