Foucault

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1395 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo das aulas
Filosofia Antiga


Em nossa vida temos algumas prioridades ou fins. Esses fins podem ser classificados em graus de importância mais para ética antiga ou aristotélica, temos a felicidade como o mais importante, o que mais almejamos e lutamos para tê-lo. Podemos obter a felicidade através de uma vida boa, mas não sabemos qual é a melhor forma de viver a vida, nem temos a chave,ou solução para tal, pois esta busca é pessoal, para obtê-la, precisamos procurá-la e só podemos buscá-la através da liberdade, cada um deve arbitrar e valorar a vida que considere melhor de se viver. Se existe uma formula, estaríamos escravos a ela, portanto sem liberdade, é necessária uma livre reflexão sobre a melhor maneira de viver bem, cabe a mim a investigação do que é bom para mim. Euescolho livremente, mas a liberdade não garante a vida boa, mas ela é determinante para que se viva uma vida boa.
A liberdade, a autonomia na busca da felicidade, gera a responsabilidade que é à base da ética aristotélica, pois parte de deliberação do homem.
A felicidade é o último bem, é desejada por si mesmo e nunca por nenhuma outra coisa. Ela responde por si mesma, se completa, ou seja, nãonecessita de mais nada para completá-la.É autárquico como fala Aristóteles ( Ética a Nicômaco 1,7,1097 – b14 ss). A liberdade por ser auto-suficiente e desejável ocupa a porta mais importante da hierarquia, como o bem supremo, como o bem mais alto, embora não seja um bem dentre outros bens num- conjunto de bens,igualmente valiosos. A felicidade “é” o bem supremo sucumbindo todos os outros bens. Nafilosofia antiga a vida boa era uma preocupação prioritária, pois resulta numa vida feliz sendo, portanto o sumo bem. Na filosofia antiga a vida boa e felicidade eram tratadas como uma conexão indissolúvel sendo tratado no 1º livro da república: ”Quem vive bem é feliz e bem-aventurado”, disse Sócrates, sem necessidade de explicação ou argumento de nenhum tipo( crf. Rep. 1, 354. A1 ).
A felicidadede uma pessoa para nós, está vinculado correspondentemente a um sentimento subjetivo de bem estar global, que resulta na impossibilidade de repensar em perguntar a uma pessoa se ela é feliz ou não , e ela responde sim, “me sinto feliz” e quem perguntar ficar duvidando em seu interior se aquela pessoa que respondeu é realmente feliz ou não.
Já para o conceito grego de eudaimonia, a felicidade é umconceito objetivo. Pode se perguntar se uma pessoa é feliz até após a morte, pois esta pergunta tem como pretensão é a inquietude da vida da pessoa que morreu se foi uma vida boa. Pode se chegar ao resultado questionado os familiares do falecido, pois estes faziam parte da vida do falecido e portando da vida boa, por este ponto de vista era possível analisar por meio desta idéias se o falecidoviveu uma vida boa mesmo após sua morte. Neste caso não é feito uma avaliação subjetiva, dela provem uma avaliação objetiva do conceito de felicidade.
Na ética grega aparece o conceito função , que aparece com finalidade introduzir um determinando conceito de “excelência” ou virtude, que é um dos conceitos centrais da ética antiga , (sendo considerado uma ética das virtudes, diferente da nossaética deontológica , de nossas, ou das regras, como podem ser algumas éticas modernas) Como podemos dizer que cada coisa tem sua unção podemos dizer que cada coisa possui sua excelência(Arétê) .
Excelência é algo que fez com que uma coisa cumpra com sua função de maneira ótima.
A introdução deste conceito de virtude (Arétê ) fez livre o sentido desta palavra grega no vocabulário da língua gregacom o sentido de potencialidades, diferindo do sentido de atividade , embora pensamos ou implicamos o sentido de potencialidade no geral como atividade, este sentido para os gregos é emergido(Arétê) como referente a potencialidade para escrever uma atividade , ou seja, o conceito de excelência tem uma ênfase maior no sentido de caráter virtuoso, mais que como ações virtuosas, antes de avaliar...
tracking img